• Nayara Reynaud

EXPOCINE 2020 | Dia 2 – Apostas no cinema nacional e em super-franquias

Atualizado: Out 20



Em comparação ao primeiro, o segundo e último dia da Expocine 2020 guardou mais novidades para o público do maior evento da América Latina para o mercado exibidor e toda a indústria audiovisual no que diz respeito aos painéis das distribuidoras desta sexta, 16 de outubro. Entre empresas que sempre dão as caras na convenção e outras que fizeram sua estreia nesta 7ª edição, que acontece virtualmente pela primeira vez, a Paris Filmes, a Pipa Pictures, o Belas Artes Grupo, a Universal Pictures e a Walt Disney Motion Pictures apresentaram aos exibidores seu line-up para os próximos meses e 2021, alguns trabalhando com datas e outros mais precavidos a esse tempo de incertezas da pandemia. Confira os detalhes a seguir.


A Paris brasileira e para todos os públicos


Uma das bases do catálogo da Paris Filmes, o cinema nacional será cada vez mais uma aposta da companhia neste momento. Dando o exemplo da reabertura das salas na Ásia, Márcio Fraccaroli, diretor-geral da distribuidora abriu o painel inaugural desta sexta falando de como as produções locais e médias foram importantes para esses mercados na retomada das atividades enquanto Hollywood está em suspenso e de como “é nesse lugar que está a Paris”. A empresa que ficou em segundo lugar em vendas no ano passado apresentou 17 filmes de seu line-up e três promessas: de que volta a ter 40 projetos em 2021, a estruturação de um fundo privado de investimento ao audiovisual e oferecimento de uma linha de créditos para descontar contratos futuros a fim de alavancar as produções brasileiras neste período.


O vídeo dos próximos lançamentos foi apresentado por Jorge Assumpção, diretor de programação, e Vitória Durrazo, gerente de marketing, em blocos temáticos ou não. O filme nacional M-8 – Quando a Morte Socorre a Vida (2019), novo longa de Jeferson De que aborda a questão do racismo através de um estudante de medicina, foi o primeiro a ser destacado e, embora o trailer já divulgado não tenha data, foi divulgado à imprensa de que sua estreia está marcada para o dia 3 de dezembro. Outra atração brasileira, Marighella (2019) foi introduzido com um vídeo especial do diretor Wagner Moura e um trailer exclusivo da cinebiografia.


Foram exibidos os últimos vídeos da produção russa Chernobyl – O Filme (2021), do drama romântico norte-americano Enquanto Estivermos Juntos (2020) e da dramédia nacional Depois a Louca Sou Eu (2019), enquanto teve trailer inédito de A Sogra Perfeita (2020), que, segundo Fraccaroli, é a “comédia de dezembro” que a distribuidora tradicionalmente lança com o intuito de pegar o público na temporada de janeiro. Entretanto, a grande surpresa do painel foi a exibição de um teaser ainda não finalizado da sequência Turma da Mônica: Lições, com seu “em bleve nos cinemas”. O título foi o abre-alas do bloco de produções infantis, que também contou com a sequência da franquia de sucesso brasileira Detetives do Prédio Azul 3 – Uma Aventura no Fim do Mundo (2020) e o longa compatriota natalino 10 Horas para o Natal (2020), que ganhou seu primeiro vídeo de divulgação, junto das animações sul-coreana Sapatinho Vermelho e os Sete Anões (2019), alemã Ben e o Dragão (2020), inspirada em um livro da autora Cornelia Funke, e a holandesa-peruana Ainbo (2021) que tem a Amazônia como cenário.


Depois, foi a vez do terror com os trailers do espanhol O 3º Andar: Terror na Rua Malasana (2020), a sequência sul-coreana Invasão Zumbi 2: Península (2020), o australiano Crocodilos – A Morte te Espera, o russo A Viúva das Sombras e o spin-off norte-americano Espiral: O Legado de Jogos Mortais (2021). Após o vídeo, Fraccaroli comentou que há bem mais por vir no catálogo, como as duas histórias do universo de Jogos Vorazes e as cinebiografias sobre a dupla sertaneja Leandro & Leonardo e o apresentador Silvio Santos. O diretor ainda encerrou reforçando para os exibidores de que o “cinema nacional gera emprego (...), não é só uma cota” e que agora é necessário que eles tenham uma “relação mais próxima dos distribuidores e produtores”.


Novos voos da Pipa Pictures


Estreando na Expocine, a Pipa Pictures está de cara nova. A empresa carioca com mais de 15 anos de mercado, focada em filmes independentes, agora está “abraçando projetos de maior potencial comercial”, afirmou Alex Levy-Heller, diretor da distribuidora na abertura do painel. O vídeo de apresentação também abordou a sua reformulação, que não abandona as produções mais autorais, exibindo a nova logo e os próximos títulos em seu line-up.


O público do evento pôde conferir cenas inéditas de Lima Barreto ao Terceiro Dia (2019), cinebiografia dirigida por Luís Antônio Pilar em que Luis Miranda e Sidney Santiago encarnam o escritor e que tem parceria da Globo Filmes, Telecine e Canal Brasil. Também foram exibidos o teaser do drama baiano Café, Pépi e Limão, de Adler Paz e Pedro Léo, e o trailer de Um Dia Qualquer, filme de Pedro von Krüger realizado em parceria com o canal por assinatura Space, que já exibiu a série do projeto ficcional sobre a milícia carioca em agosto passado. Na sequência, cenas exclusivas de Visceral, longa de Thomas Vanucci estrelado por Isabella Santoni, e Nunca Fomos Tão Modernos (2019), comédia romântica dirigida por Guga Coelho com a presença de Letícia Spiller e Dudu Azevedo. E encerrando a apresentação, o trailer de Christabel (2018), adaptação do poema de Samuel Taylor Coleridge realizada pelo próprio cineasta Alex Levy-Heller.


O tripé do Belas Artes Grupo


O Belas Artes Grupo fez sua apresentação oficial à indústria cinematográfica na sua estreia na Expocine, para explicar a união da sala Cine Petra Belas Artes, da distribuidora Pandora Filmes e da plataforma de streaming Petra Belas Artes à la Carte, que, segundo as executivas da companhia presentes no painel, visa realizar “ações integradas ao mercado”. A reestruturação do grupo foi detalhada em um vídeo que destacou o histórico de cada uma das empresas.


Destacando o fato de ter trazido ao Brasil filmes como o ganhador do Oscar sul-coreano Parasita (2019), o sueco The Square (2017), o iraniano O Apartamento (2016) e o brasileiro Que Horas Ela Volta? (2015), entre obras de outros cineastas renomados e cópias restauradas de clássicos, foi informado que a Pandora já realizou mais de 500 lançamentos de títulos de mais de 40 países. Ressaltou-se a trajetória do Belas Artes, tradicional cinema de rua paulistano, que superou “incêndios, falências e agora uma pandemia”, como se a situação sanitária nacional e mundial já estivesse superada, bem como a crise do mercado exibidor decorrente dela. Também se comemorou o sucesso do primeiro ano da plataforma digital Belas Artes à la Carte, com um acervo de preciosidades cinéfilas em seu catálogo, bem como as novas ações realizadas pelo grupo, seja no campo de formação e educação ou de consultoria e eventos externos como aconteceu com o montagem do Belas Artes Drive-in no Memorial da América Latina durante esta quarentena.


Depois foi a vez dos teasers das próximas estreias da Pandora, com a comédia palestina-israelense Tel Aviv em Chamas (2018) abrindo o calendário, chegando aos cinemas em 29 de outubro, seguida pelo romance francês Os Melhores Anos de uma Vida (2019), no dia 5 de novembro, e a premiada produção colombiana Monos: Entre o Céu e o Inferno (2019), para 19 do mesmo mês. Aliás, na mesma data, Casa de Antiguidades (2020), a grande aposta da distribuidora para ser o candidato brasileiro ao Oscar, já que o longa de João Paulo Miranda Maria tem o selo dos festivais de Cannes e Toronto, estreia exclusivamente no Petra Belas Artes. Completam o line-up: o título brasiliense New Life S.A. (2018), que entra no circuito em 3 de dezembro; a comédia francesa O Bom Doutor (2019), para 7 de janeiro; e A Mulher que Fugiu (2020), novo filme do cineasta sul-coreano Hong Sang-Soo que ganhou o Urso de Prata em Berlim neste ano.


O universo de franquias da Universal



À tarde, foi hora das majors internacionais aportarem na programação do evento, começando com a Universal Pictures e seu vídeo de abertura – veja acima – relembrando os lançamentos anteriores e os clássicos do estúdio. A apresentação se seguiu com uma mensagem do vice-presidente de distribuição internacional da UPI, Niels Swinkles, destacando as “super franquias” da empresa, Velozes & Furiosos, 007 e Jurassic World. Mas, no decorrer da descrição do line-up para o final deste ano e para o próximo, sem material inédito entre os trailers e vídeos das produções, as outras várias franquias da companhia surgiram.


Uma delas é Trolls 2 (2020), sequência da colorida animação de 2016 que a filial brasileira tem guardado por todo esse ano para exibir nos cinemas, diferentemente da decisão da matriz que a lançou em VOD nos Estados Unidos, e que tem previsão para chegar às salas do país em 3 de dezembro. Na semana seguinte, no dia 10, vem a comédia de terror Freaky: No Corpo de um Assassino (2020), produção da Blumhouse dirigida por Christopher Landon, o responsável por A Morte Te Dá Parabéns (2017).


Os novos capítulos filmes animados de sucesso ganharam um bloco especial, ressaltando a capilaridade dessas marcas, com muitas tendo suas séries derivadas na Netflix. Os Croods 2: Uma Nova Era (2020), que, em um anúncio da diretora-geral da Universal no Brasil, Patricia Kamitsuji, terá pré-estreias pagas a partir de 25 de dezembro e estreia em 7 de janeiro. Seguindo com o ano de 2021, O Poderoso Chefinho 2 (2021) desembarca no circuito em março; Minions 2 (2021), continuação do maior sucesso do estúdio de animação Illumination em bilheteria no país, em julho; Os Caras Malvados (2021), adaptação dos livros infanto-juvenis de Aaron Bleme sobre um grupo de vilões que tentam mudar sem sucesso, no mês de setembro; e o musical Sing 2 (2021), em dezembro; além do novo longa Spirit: A História de um Corcel (2021), baseado no seriado Spirit: Cavalgando Livre (2017-), e da sequência Família Addams 2 (2021) para o longa de 2019.


Elevando a faixa etária, a apresentação se seguiu com os destaques para Respect: A História de Aretha Franklin (2021), cinebiografia em que Jennifer Hudson encarna Aretha Franklin e estreia fevereiro de 2021 nos cinemas brasileiros; e os filmes de terror A Lenda de Candyman (2021), produção de Jordan Peele, dirigida por Nia DaCosta e protagonizada por Yahya Abdul-Mateen II, que acabara de ganhar o Emmy; e Halloween Kills (2021), sequência produção de 2018 que revive a franquia de John Carpenter, agora nas mãos de David Gordon Green, que será lançada em outubro do ano que vem. E os novos produtos das grandes franquias da Universal também receberam atenção, com todo o calibre do elenco e equipe envolvidos em 007: Sem Tempo Para Morrer (2021), cujo lançamento está marcado para abril do próximo ano; a família de Velozes & Furiosos 9 (2019) que se reúne em maio seguinte; e o colossal encontro do elenco original e do atual em Jurassic World: Domínio (2022) que, previsto só para daqui a dois anos, terá mais presença de animatrônicos para dar vida aos famosos dinossauros deste universo. E, antes de encerrar o painel, o gerente de trade marketing Nelson Mazzei ainda comentou rapidamente sobre os projetos futuros Gucci (2021), cinebiografia sobre a morte do empresário Maurizio Gucci, em 1995, que terá a presença de Lady Gaga, e Marry Me (2021), comédia romântica com Jennifer Lopez e Maluma.


A nova e velha Disney


Ainda sob o impacto da recente notícia de reestruturação da companhia que deve priorizar o streaming, a Disney se apresentou na Expocine com poucos detalhes sobre os efeitos da medida no Brasil. Em uma introdução com vários executivos da filial brasileira, o diretor de vendas José Guilherme Franco enfatizou o investimento em oito filmes nacionais – na realidade, projetos herdados da divisão nacional da Fox –, enquanto a gerente de trade marketing Anna Elisa Machado Comninos comentou vagamente que haverá mais “parcerias dentro da Disney”, em relação ao varejo e outros exibidores (PDV), com estudo e inteligência de mercado. O gerente de vendas Thiago Pelli até destacou o fato de a empresa trazer o primeiro blockbuster para os cinemas do país, com a estreia de Novos Mutantes (2020) na próxima quinta, 22 de outubro, e a diretora de marketing Roberta Fraissat disponibilizou, na parte inicial da apresentação, um workshop da Fábrica de Criatividade com ideias – algumas boas e outras questionáveis – para que o mercado exibidor atraia as pessoas para dentro do cinema, mas o line-up sem datas – foi informado que elas estariam no site Disney Exibidor – e alguns títulos do catálogo demonstra como ainda não se sabe os rumos da matriz e sua aplicação por aqui.



Na segunda metade do painel, com o empresário e comunicador Érico Borgo apresentando os filmes, o cinema nacional ganhou grande destaque a junção das produções da Fox e da Miravista, que agora sairão com o selo Buena Vista Internacional. Foi exibido o trailer inédito de Incompatível, comédia romântica de Johnny Araújo com Nathalia Dill, Gabriel Louchard e Giovanna Lancellotti sobre amores em tempos digitais – veja o vídeo acima. Também teve o de Pacificado (2019), longa de Paxton Winters que circulou por vários festivais com a história de um homem (Bukassa Kabengele) tentando se manter fora do crime após sair da prisão para a favela que antes comandava, e uma cena de Minha Família Perfeita, comédia de Felipe Joffily ainda em fase de finalização na qual Rafael Infante contrata um grande elenco a fim de serem os seus falsos parentes para a sua noiva.


Depois, foi a hora de apontar alguns dos próximos projetos da Fase 4 da Marvel: Viúva Negra (2021), o aguardado filme solo de uma das personagens mais queridas pelo público; Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis (2021), que traz o multiverso de vez para o UCM como “Bruce Lee” das histórias em quadrinhos; e Eternos (2021), que introduz 10 novos heróis a este universo. Da 20th Century Studios, que agora reúne a Fox e a Searchlight, foram citados o novo mistério baseado em um dos livros de Agatha Christie, Morte no Nilo (2020), a aventura no mundo dos games Free Guy: Assumindo o Controle (2020) e o drama musical Todos Estão Falando Sobre Jamie (2021) sobre um garoto que sonha ser drag queen. E para encerrar, comentou-se rapidamente a presença da animação Raya e o Último Dragão (2021) no catálogo.

Expocine 2020

Datas: 15 e 16 de outubro de 2020

Disponível: no site expocine.com.br



#Cinema #Expocine #Expocine20 #especial #convenção #CoronavírusCovid19 #mercadoexibidor #distribuição #ParisFilmes #cinemanacional #M8QuandoaMorteSocorreaVida #Mariguella #ChernobylOFilme #EnquantoEstivermosJuntos #DepoisaLoucaSouEu #ASograPerfeita #TurmadaMônicaLições #DetetivesdoPrédioAzul3 #10HorasParaoNatal #SapatinhoVermelhoeosSeteAnões #BeneoDragão #Ainbo #O3Andar #InvasãoZumbi2 #Crocodilos #AViúvadasSombras #Espiral #JogosVorazes #LeandroeLeonardo #SilvioSantos #PipaPictures #LimaBarretoaoTerceiroDia #CaféPépieLimão #UmDiaQualquerfilme #UmDiaQualquer #Visceral #NuncaFomosTãoModernos #Christabel2018 #BelasArtesGrupo #CineBelasArtes #PandoraFilmes #BelasArtesàLaCarte #TelAvivemChamas #OsMelhoresAnosdeumaVida #Monos #CasadeAntiguidades #OBomDoutor2019 #AMulherqueFugiu #UniversalPictures #VelozesFuriosos #007 #JurassicWorld #Trolls2 #FreakyNoCorpodeumAssassino #OsCroods2 #OPoderosoChefinho2 #Minions2 #OsCarasMalvados2021 #Sing2 #SpiritAHistóriadeumCorcel #FamíliaAddams2 #RespectAHistóriadeArethaFranklin #ALendadeCandyman #HalloweenKills #007SemTempoParaMorrer #VelozesFuriosos9 #JurassicWorldDomínio #Gucci2021 #MarryMe #Disney #NovosMutantes #Incompatível #Pacificado #MinhaFamíliaPerfeita #ViúvaNegra #ShangChieaLendadosDezAnéis #Eternos #MortenoNilo #FreeGuy #TodosEstãoFalandoSobreJamie #RayaeoÚltimoDragão

 siga o NERVOS: 
 @nervossite 
  • Twitter - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • SoundCloud - Black Circle
  • Spotify - Black Circle
  • Deezer - Black Circle
  • iTunes - círculo preto
  • Branco RSS Icon
  • Twitter B&W
  • Facebook B&W
  • Instagram B&W

© 2020 por Nayara Reynaud. Criado a partir da plataforma Wix.