• Nayara Reynaud

EXPOCINE 2020 | Dia 1 – O otimismo incerto dos line-ups

Atualizado: Out 20


Tudo está diferente nesta Expocine 2020. O maior evento da América Latina para o mercado exibidor não só precisou recorrer ao formato digital para acontecer neste ano excepcional, como a grave crise no setor cinematográfico, especialmente nesta ponta da cadeia, respinga em vários aspectos peculiares desta 7ª edição, iniciada ontem, 15 de outubro, e que concentra 32 horas de conteúdo nestes dois dias de realização virtual. Algo perceptível mesmo quando muitos agentes da indústria tentam, insistentemente, omitir até para si mesmos a existência de um delicado cenário pandêmico no país e no mundo para voltar a um normal que já se demonstrava problemático antes.


Neste primeiro dia, as reflexões e análises mais ponderadas sobre o contexto atual, com os desafios diretos criados pela pandemia de Covid-19 e os processos de transformação acelerados por ela, a exemplo do crescimento no consumo de mídia por streaming, vieram das mesas de debate – que serão detalhadas em breve aqui na cobertura do evento. Mas mesmo a empolgação pela reabertura de vários cinemas em São Paulo nesta quinta (15) não esconde a incerteza por trás do tom otimista estampado na abertura ou nos painéis das distribuidoras Warner Bros., Vitrine Filmes, Diamond Films e Sony Pictures.


A Expocine 2020 começou com felicitações pela campanha Juntos Pelo Cinema e a definição da retomada das salas pelo país como um “bem comum”, além de um pedido – quase súplica – do mercado exibidor para que as distribuidoras marquem suas estreias, sem quaisquer considerações pela situação sanitária no Brasil. Estas, por sua vez, apresentaram um calendário vago na divulgação de seus line-ups, como você pode conferir a seguir. O discurso de Marcelo Lima, criador do evento e CEO da Tonks, sua organizadora, foi ligeiramente mais circunspecto quanto ao cenário do setor em si, colocando a Expocine como um agente de promoção de “profissionalização do nosso mercado e a base de reconstrução dele” e na homenagem coletiva ao profissional do audiovisual, com direito ao troféu exposto nas próximas edições do evento, mas, ao mesmo tempo, pedindo “paciência aos desempregados” e comemorando os bons resultados da reabertura em outros países.


As velhas novidades da Warner


Quem abriu os trabalhos dos painéis das distribuidoras foi a Warner Bros., com a diretora de marketing Denise Novaes e o diretor de vendas Carlos D’Orey fazendo as honras, remotamente, da apresentação da empresa. Tanto a executiva quanto a introdução do vídeo reforçaram o apoio dado ao mercado exibidor neste momento, com a concessão de 75 filmes de seu catálogo para os drive-ins e de 10 clássicos para o Festival de Volta para o Cinema, dando 42% de market share para a Warner nesse período de suspensão das estreias. Contudo, pouco foi entregue aos exibidores sobre seu line-up, seja em termos de datas ou de material sobre seus próximos lançamentos, pois os trailers e outros vídeos promocionais apresentados foram os mesmos vistos na DC FanDome ou já lançados recentemente.


Diversos funcionários da filial brasileira detalharam os títulos que virão, começando com Tenet (2020), o qual o gerente de trade marketing Renato Oliveira definiu como uma experiência que não deve ser vivida em “nenhum outro lugar que não seja o cinema” – aliás, embora não comentado no evento, o filme tem estreia prevista já para 29 de outubro no Brasil. A Warner também confirmou que a sequência Mulher-Maravilha 1984 (2020) será lançado ainda este ano, bem como Convenção das Bruxas (2020), segunda adaptação do livro de Roald Dahl, capitaneada por Robert Zemeckis e com Anne Hathaway e Octavia Spencer no elenco, diferente dos Estados Unidos, onde sairá na plataforma de streaming HBO Max, chegará aos cinemas por aqui.


Aliás, falando no país, o diretor de produções locais Rodrigo Guimarães declarou que a empresa está investindo em 17 projetos brasileiros, em um modelo que garante 50% de financiamento privado e, em alguns casos, recebendo roteiristas e consultorias estrangeiros. O único citado foi Os Aventureiros, uma aposta da Warner no sucesso com o público infantil do youtuber Lucas Netto, que gravou uma mensagem explicando que o longa trará a origem de seus personagens e terá a direção de André Pellenz, de D.P.A. – O Filme (2017), e a produção da Formata. Claudia Cortez, gerente da mesma divisão, ainda comentou sobre a intenção de gerar uma franquia a partir do produto.


Outros lançamentos destacados foram O Esquadrão Suicida (2021), para o ano que vem, Batman (2022) e Adão Negro, todos com o selo DC, enquanto o encerramento do vídeo rapidamente passou por uma lista de outras produções finalizadas ou em desenvolvimento: uma nova adaptação de Mortal Kombat (2021), uma animação híbrida de Tom & Jerry (2021), o drama de ficção científica Reminiscence (2021), as sequências Godzilla vs Kong (2021) e Invocação do Mal 3: A Ordem do Demônio (2021), o revival Space Jam: Novo Legado (2021), o musical Em um Bairro de Nova York (2021), a cinebiografia King Richard (2021), a nova versão de Duna (2021) e o futuro Matrix Sequência (2021).


Vitrine nacional e internacional



Na sequência, a Vitrine Filmes fez sua estreia no evento, com os diretores Silvia Cruz e Felipe Lopes destacando a comemoração de 10 anos da distribuidora brasileira. Enquanto o executivo falou do objetivo de trabalhar com “títulos que conversem tanto com o público cinéfilo quanto com o grande público”, a internacionalização da empresa foi anunciada por sua fundadora, com a abertura da Vitrine Espanha sendo abordada na apresentação. Iniciando com uma sequência de filmes já lançados por eles, o vídeo trouxe suas próximas estreias, sem uma data certa, mas ao menos com a previsão do mês em que chegarão aos cinemas.


O primeiro será Pacarrete (2019), o premiado filme de estreia do cearense Allan Deberton, estrelado por Marcélia Cartaxo, que estava programado para estrear em abril e, agora, tem lançamento marcado para novembro – o trailer só informou isto, mas, segundo as últimas informações divulgadas para a imprensa, será no dia 26 de novembro. Em dezembro, é a vez de Todos os Mortos (2020), novo filme de Caetano Gotardo e Marco Dutra, que teve seu teaser oficial exibido na Expocine. Também foi divulgada uma cena exclusiva de O Clube dos Anjos (2021), adaptação do livro de Luis Fernando Verissimo com grande elenco que chega no início do próximo ano.


Lopes adiantou que, também para o começo de 2021, está agendada a estreia de Dente por Dente (2020), longa protagonizado por Juliano Cazarré e Paolla Oliveira. Voltando ao vídeo, foram igualmente apresentados trailers de alguns títulos estrangeiros do catálogo que são apostas para o Oscar, como o dinamarquês Druk / Another Round (2020), novo parceria do diretor Thomas Vinterberg e do ator Mads Mikkelsen, e o francês DNA (2020), de Maïwenn ao lado de um elenco estrelado. O rápido painel foi encerrado com a nova vinheta comemorativa dos 10 anos da distribuidora.


A união de forças entre Diamond e Galeria


O principal destaque do painel da Diamond Films não foi necessariamente os anúncios dos seus próximos lançamentos e sim a unificação de suas operações no Brasil com a Galeria Distribuidora. Ivan Boeing, diretor geral da Diamond, distribuidora independente de títulos internacionais que atua em toda a América Latina, deu a notícia, chamando Gabriel Gurman, CEO da Galeria, que agora se concentra exclusivamente na coprodução e distribuição de filmes nacionais, para participar remotamente da abertura de sua apresentação. O convidado que, a partir dessa união, se torna também codiretor geral da empresa parceira, afirmou que o processo visa o crescimento de ambas como um grupo e mais detalhes serão repassados depois aos exibidores, bem como as novidades sobre o retorno das filmagens de suas produções dentro em breve.


Na sequência, o vídeo de apresentação da Diamond abriu com a recordação dos títulos já lançados por ela, embalado por Blinded by the Lights, do The Weeknd. Após a introdução, foi a vez de destacar a grande aposta da distribuidora com o público jovem, a sequência After: Depois da Verdade (2020), apontando as ações já realizadas com os fãs e último trailer divulgado da produção. Mesma estratégia realizada com outros longas que já ganharam divulgação anterior, mas sem nenhuma data de estreia marcada ou prevista: o thriller Fúria Incontrolável (2020), com Russel Crowe; o filme catástrofe Destruição Final – O Último Refúgio (2020), estrelado por Gerard Butler e a brasileira Morena Baccarin; o romance francês Belle Époque (2019), protagonizado por Daniel Auteuil e Guillaume Canet; e o drama histórico e religioso Fátima – A História de um Milagre (2020), que tem a presença brasileira de Sonia Braga.


A comédia com Robert De Niro, Em Guerra com o Vovô (2020), foi a única que teve um trailer inédito exibido na Expocine. O vídeo encerrou com uma listagem rápida dos vários títulos que serão distribuídos pela Diamond no Brasil: a ficção científica com Colin Farrell, Voyagers (2021); o épico fantástico A Lenda do Cavaleiro Verde, do diretor David Lowery e protagonizado por Dev Patel e Alicia Vikander; o futuro projeto do cineasta Ridley Scott em parceria com Joaquin Phoenix em uma cinebiografia de Napoleão Bonaparte, chamada Kitbag; o filme de espionagem 355 (2021), que traz Jessica Chastain, Lupita Nyong'o, Penélope Cruz, Diane Kruger e Bingbing Fan no grande elenco feminino e internacional; o drama biográfico The United States vs Billie Holiday (2021), dirigido por Lee Daniels; Dog (2021), o filme realizado pelo ator Channing Tatum em homenagem ao seu cão; a comédia de ação Kung Fury 2, sequência em longa-metragem do curta de sucesso na internet, com Arnold Schwarzenegger e Michael Fassbender no cast; o thriller Memory, com Liam Neeson; a aventura canina com Mark Wahlberg, Arthur the King; a ação estrelada por Karen Gillan, Lena Headey, Michelle Yeoh, Angela Bassett e Carla Gugino, Gunpowder Milkshake (2021); e a fantasia espacial de Roland Emmerich, Moonfall.


O grupo da Sony


O bom humor deu o tom do painel da Sony Pictures, que encerrou as apresentações de distribuidoras nesta quinta com meia dúzia novidades em meio a um line-up já conhecido. O vídeo começou com engraçada sequência recriando como foram as conversas do grupo da filial brasileira neste período de quarentena. Entre piadas internas e a confusão geral sobre as reaberturas dos cinemas nas capitais pelo país, as mensagens e áudios dos funcionários já introduziram algumas das próximas estreias da empresa, que seriam detalhadas depois.


Antes disso, o presidente de distribuição internacional da Sony, Steven O’Dell enviou uma mensagem ressaltando os bons resultados de mercados onde a curva pandêmica diminuiu, como China, França – que, já na altura da veiculação deste vídeo, precisou decretar um toque de recolher para ajudar a conter a segunda onda da doença –, Alemanha e Japão. Ainda destacou projetos filmados durante a quarentena, como Bullet Train com Brad Pitt, a nova sequência do Homem-Aranha (2021) e Uncharted (2021), ou desenvolvidos neste ínterim, como as animações Homem-Aranha no Aranhaverso 2 (2022) e Hotel Transilvânia 4 (2021). Mais comedido, o diretor geral da distribuidora no Brasil, André Sala, ressaltou o projeto Juntos Pelo Cinema e o fato de terem segurado o lançamento de Ilha da Fantasia (2020) até agora, mas, quanto à conjuntura atual e os próximos passos, afirmou: “quem pode dizer que não haverá mudanças, seria irresponsável da minha parte”.


Outra participação especial foi a da produtora Erica Iootty para falar da versão brasileira da comédia italiana Perfeitos Desconhecidos (2016), que já ganhou outras adaptações em vários países sobre a história de sete amigos que, durante um jantar, resolvem compartilhar tudo que recebem em seus celulares, gerando várias revelações e confusões. O remake será realizado por sua produtora carioca Arpoador, sendo 100% financiado pela Sony, e se encontra em fase de desenvolvimento do roteiro, com previsão de estreia no primeiro semestre de 2021. Segundo Sala, existem outros cinco projetos nacionais em andamento que seguirão este novo modelo no país – conforme a informação divulgada à imprensa, a companhia seleciona e contrata a produtora que vai trabalhar no projeto e, em conjunto, escolhem roteirista, direção e elenco – ou outros formatos de financiamento.


A partir de então, foi a vez de a diretora de marketing Camila Pacheco desfilar figurinos temáticos para anunciar alguns dos lançamentos, iniciando por Jovens Bruxas – Nova Irmandade (2020), produção da Blumhouse que tem conexão com o clássico adolescente Jovens Bruxas (1996) e estreia prevista para 5 de novembro. Depois de seu trailer, os fantasmas ganharam destaque com Ghostbuster: Mais Além (2021), que, de acordo com a executiva, tem uma “vibe Stranger Things (2016-)” a fim de “apresentar a franquia para uma nova geração”, mas mantendo uma ligação com o filme original Os Caça-Fantasmas (1984). Depois de um vídeo de bastidores bem familiar, em que o filho Jason Reitman comenta a experiência de dirigir um novo capítulo da série cinematográfica iniciada pelo pai, Ivan Reiman, tendo ele ao lado no set, foi apresentado seu último trailer.


Da mesma forma, foram apresentados os vídeos já divulgados de Morbius (2021), uma nova produção do universo expandido do Homem-Aranha na Sony que tem Jared Leto na pele do anti-herói e as animações familiares Pedro Coelho 2: O Fugitivo (2020), continuação de Pedro Coelho (2018) e Super Conectados (2020), todos agendados para 2021, bem como o logo de uma nova versão musical moderna de Cinderella (2021), estrelada por Camila Cabello e com Billy Porter como fada madrinha. Já a recente notícia de que Monster Hunter (2020), adaptação do videogame da Capcom, estreia em 3 de dezembro foi repercutida ao final, com direito ao trailer lançado no dia anterior (14), um registro de bastidores da atriz brasileira Nanda Costa comentando sua participação na superprodução e um vídeo exclusivo da protagonista Milla Jovovich e do diretor Paul W. S. Anderson para o público da Expocine. Ao final, Pacheco citou rapidamente outros títulos presentes no line-up, incluindo as apostas do Oscar para o circuito de arte, a exemplo de Ammonite (2020) com Kate Winslet, a sequência Venom: Tempo de Carnificina (2021), seguindo a trilha de Venom (2018), além dos já citados Uncharted, Hotel Transilvânia 4 e o terceiro filme da mais recente franquia de Homem-Aranha para fechar a programação do ano que vem.

Expocine 2020

Datas: 15 e 16 de outubro de 2020

Disponível: no site expocine.com.br

Vagas restantes de credenciamento disponíveis no site



#Cinema #Expocine #Expocine20 #especial #convenção #CoronavírusCovid19 #mercadoexibidor #distribuição #WarnerBros #drivein #festivalDeVoltaParaoCinema #Tenet #MulherMaravilha1984 #ConvençãodasBruxas2020 #cinemanacional #OsAventureiros #LucasNetto #OEsquadrãoSuicida #Batman2021 #AdãoNegro #MortalKombat2021 #TomeJerry2021 #Reminiscence #GodzillavsKong #InvocaçãodoMal3 #SapceJamNovoLegado #EmumBairrodeNovaYork #KingRichard #Duna2021 #MatrixSequência #VitrineFilmes #Pacarrete #TodososMortos #OClubedosAnjos #DentePorDente #Druk #DNA #DiamondFilms #GaleriaDistribuidora #AfterDepoisdaVerdade #FúriaIncontrolável #DestruiçãoFinalOÚltimoRefúgio #BelleÉpoque #Fátima #EmGuerracomoVovô #Voyagers #ALendadoCavaleiroVerde #Kitbag #The355 #TheUnitedStatesvsBillieHoliday #Dog2021 #KungFury2 #Memory #ArthurtheKing #GunpowderMilkshake #Moonfall

 siga o NERVOS: 
 @nervossite 
  • Twitter - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • SoundCloud - Black Circle
  • Spotify - Black Circle
  • Deezer - Black Circle
  • iTunes - círculo preto
  • Branco RSS Icon
  • Twitter B&W
  • Facebook B&W
  • Instagram B&W

© 2020 por Nayara Reynaud. Criado a partir da plataforma Wix.