• Nayara Reynaud

NERVOS Entrevista #32 | AINDA TEMOS A IMENSIDÃO DA NOITE + DIANTE DOS MEUS OLHOS

Atualizado: Abr 27


Nosso podcast encerra o ano com dobradinha no NERVOS Entrevista #32, que destaca dois filmes que conversam entre si sobre a dificuldade de viver de música no país: a ficção brasiliense Ainda Temos a Imensidão da Noite (2019), terceiro longa de Gustavo Galvão, e o documentário capixaba Diante dos Meus Olhos (2018), o début de André Felix. O primeiro foi exibido no último Festival de Brasília, tem a capital do Brasil como primeiro cenário da história de Karen (Ayla Gresta), uma trompetista que vê a sua banda, chamada Animal Interior, degringolar aos poucos com a falta de espaço e público para tocar na cidade, a necessidade de empregos formais e a ida do guitarrista Artur (Gustavo Halfeld) para Berlim, lugar para onde ela vai buscando um novo caminho em sua vida. O segundo acompanha, atualmente, os integrantes da banda Os Mamíferos, que marcou a cena musical local durante a década de 60, na época da contracultura, mas que não gravou nenhum disco ou faixa.

Em entrevista à nossa editora Nayara Reynaud, o cineasta Gustavo Galvão conta sobre seu interesse por protagonistas vagando em road movies, o cenário musical em Brasília e a produção do filme em Berlim, até a escolha por músicos para interpretar os personagens, o processo de criação das canções e a participação mais do que especial de Lee Ranaldo na trilha sonora, enquanto o célebre guitarrista da banda de rock alternativo Sonic Youth comenta sobre seu trabalho na produção musical neste e em outras obras, além do seu próximo álbum com o espanhol Raül Refree e de seu interesse na música brasileira. Os musicistas e atores Ayla Gresta e Gustavo Halfeld, que fazem o quase par na tela que virou um casal na vida real, falam de como entraram no projeto e o desafio de atuar, além do processo vivo de formação dessa banda que seria fictícia em Ainda Temos a Imensidão da Noite, mas rendeu frutos na criação do duo YPU. Depois, é a vez da conversa com André Felix sobre como o diretor de Diante dos Meus Olhos, se envolveu com o trio que é motivo de pesquisa do projeto local Aurora Gordon e como driblou esteticamente a falta de registro dos músicos em atividade, além de revelar causos do conturbado festival de Guarapari que fez parte da história dos Mamíferos e do estado do Espírito Santo.

*Músicas presentes no podcast (sob licença Creative Commons): “Content”, de Lee Rosevere; “Blind Love Dub”, de Jeris; e “Reusenoise_(DNB_Mix)”, de SpinningMerkaba

Ouça no lugar que você quiser: SoundCloud | Spotify | Deezer | iTunes | Google Podcasts | Feed | Download

> 6s: Introdução

> 3min24s: Entrevista com o cineasta Gustavo Galvão sobre Ainda Temos a Imensidão da Noite

> 26min05s: Entrevista com os atores Ayla Gresta e Gustavo Halfeld sobre Ainda Temos a Imensidão da Noite

> 38min06s: Entrevista com o guitarrista e produtor musical Lee Ranaldo sobre Ainda Temos a Imensidão da Noite

> 47min25s: Entrevista com o diretor André Felix sobre Diante dos Meus Olhos

> 1h09min56s: Conexões Nervosas

> 1h20min58s: Encerramento

Conexões Nervosas

Se você gostou de Ainda Temos a Imensidão da Noite, também pode curtir...

> Gustavo Galvão: os documentários britânico Nick Cave – 20.000 Dias na Terra (2014), de Jane Pollard e Iain Forsyth, e alemão B-Movie: Lust & Sound in West-Berlin 1979-1989 (2015), de Jörg A. Hoppe, Heiko Lange e Klaus Maeck, e o filme russo Verão (2018), de Kirill Serebrennikov

> Gustavo Helfeld: Contra a Parede (2004), longa turco-alemão de Fatih Akin

> Ayla Gresta: a obra do trompetista norte-americano de jazz Ambrose Akinmusire

> Lee Ranaldo: o “período elétrico” de Miles Davis, desde álbuns como Bitches Brew (1970), quando ele trabalhava com músicos de rock entre 1969 e 1974

Se você gostou de Diante dos Meus Olhos, também pode curtir...

> André Felix: os filmes norte-americanos Cowboys do Espaço (2000), de Clint Eastwood, O Irlandês (2019), de Martin Scorsese, e Cocoon (1985), de; e o documentário compatriota A Poem Is a Naked Person (1974), de Les Blank

Se você gostou de ambos, também pode curtir...

> Musicóide, podcast produzido dentro da Universidade de Brasília, a UnB, idealizado pelos professores Hugo Leonardo Ribeiro e Alexei Alves Queiroz, que tem a intenção de ser uma conversa educativa sobre música entre estudiosos e profissionais da área. Destaque para os programas da segunda e terceira temporadas da série "Profissão Músico", que trazem um convidado compartilhando a sua experiência como musicista de um determinado instrumento.

> Os quatro podcasts do site Tenho Mais Discos que Amigos: quinzenalmente, o Rafael Teixeira apresenta o programa de debates com os jornalistas do site e o “A Melhor Banda, Segundo Eu Mesmo”, em que traz a discografia de uma banda específica; e as novidades são o “Resumo da Semana”, em que o Tony Aiex compila os lançamentos e notícias a cada sexta-feira; e o “Sampleado”, no qual o DJ Diego Franchi discorre mensalmente sobre as bandas de soul, funk e R&B dos anos 60 a 80 cujos clássicos estão entre os mais sampleados da história.

> Em frente. Marche!, podcast comandado por Paulo Vinícius e o Diego Paes, vulgo Esquerdinha, que se dedicam ao mundo das bandas e fanfarras, mas que, em dois episódios específicos, trazem uma conversa divertida, mas bem técnica sobre trilha sonora na TV e no cinema: o #5 – Por que a música de Game of Thrones é tão memorável? e, especialmente, o #6 – O Universo Sinfônico da Marvel, que falam bem mais do tema do que o foco de interesse dos seus títulos.

#Cinema #Entrevista #podcast #AindaTemosaImensidãodaNoite #DiantedosMeusOlhos

 siga o NERVOS: 
 @nervossite 
  • Twitter - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • SoundCloud - Black Circle
  • Spotify - Black Circle
  • Deezer - Black Circle
  • iTunes - círculo preto
  • Branco RSS Icon
  • Twitter B&W
  • Facebook B&W
  • Instagram B&W

© 2020 por Nayara Reynaud. Criado a partir da plataforma Wix.