• Nayara Reynaud

HOTEL TRANSILVÂNIA 3: FÉRIAS MONSTRUOSAS | Mordida de amor

Atualizado: Out 18


As histórias de monstros são contadas e recontadas há séculos – milênios, se forem relembradas tantas lendas e mitos –, pelos mais diferentes povos e variados meios, pois a sua alegoria sobre a monstruosidade humana e/ou o preconceito nunca envelhece. Ainda assim, quando Hotel Transilvânia foi lançado em 2012, havia um frescor, não só em trocar o ambiente gótico que realmente acompanha narrativas do gênero pelas cores vibrantes e ação frenética de sua animação, mas também ao inverter a lógica colocando o famoso Conde Drácula como um empreendedor do ramo hoteleiro para monstros, que tem aversão aos humanos, até a sua filha se apaixonar por um. Se o primeiro longa falava a necessidade de aproximação entre os diferentes, sua sequência dava um passo a frente abordando o preconceito velado e a dificuldade de se desvencilhar de pensamentos arraigados em uma sociedade no processo de aceitação do outro, até dentro da família, fazendo de Hotel Transilvânia 2 (2015) o melhor capítulo da agora trilogia.

Não que uma das franquias mais bem sucedidas da Sony Pictures Animation não continue simpática e o seu mote siga como um interessante aprendizado aos pequenos na plateia. Porém, usando o próprio vocabulário do filme, Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas (2018) não tem o mesmo “tchan”. A palavra utilizada na dublagem brasileira é usada pelos monstros para designar algo como um “amor à primeira vista” ou uma “química instantânea” que aponte uma paixão verdadeira e única, no entanto, pode se dizer que o público não cai de amores por esta produção como pelas anteriores ou da mesma maneira que o Drac (voz de Adam Sandler no original e Alexandre Moreno na versão nacional) se apaixona perdidamente pela capitã Erica (Kathryn Hahn).

O dono do Hotel Transilvânia a conhece quando a sua filha Mavis (Selena Gomez) decide que, tanto ele quanto ela, precisam se desligar um pouco do trabalho e estar mais em família, organizando as férias deles em um cruzeiro – um outro hotel, só que em alto-mar –, comandado pela bela loira. O problema é que Erica não quer apenas proporcionar lazer aos seus passageiros, porque tem uma herança familiar a honrar. A trama, contudo, reverte à lógica mais comum de humanos contra monstros, deixando tudo mais óbvio seja na escolha ou durante seu caminho.

Sempre presente na franquia, o humor físico é utilizado cada vez mais em favor de um ritmo frenético que toma conta também da direção do russo Genndy Tartakovsky. No uso de planos como se fossem grandes e rápidos travellings laterais e da profundidade na animação, sua mise-en-scène parece ser ainda mais calculada para o 3D do filme – parece, pois, a exibição para a imprensa foi da versão 2D da produção mesmo. Isso basta para manter os olhos das crianças vidrados na tela, em um simples entretenimento familiar que, desta vez, tenta apenas agradar seu público-alvo, deixando somente alguns mimos para os pais e afins na identificação com alguns momentos dos personagens: do carismático neto de Drac, o pequeno Denis (Asher Blinkoff) com seu gigante cachorro Puppy, ao seu pai, o inteiraço Vlad (Mel Brooks) fazendo sucesso com as senhoras do navio, há também o casal de lobisomens aliviados em passar algumas horas sem os filhos ou as gírias trazidas na dublagem e um Bruno Mars para os mais jovens.

Se há menos preocupação em se comunicar com os adultos, é porque há também um relaxamento no roteiro escrito por Tartakovsky e Michael McCullers, que deixa de lado vários personagens em favor do protagonista, que também não é tão bem trabalhado como fora outrora. A entrada momentânea dos Gremlins traz um vislumbre de novidade ao elenco no início, mas depois de um miolo preguiçoso, são as piadas musicais do terceiro ato que dão fôlego ao desfecho de Hotel Transilvânia 3, seja na vilania em forma de música eletrônica ou em um dos hits mais chicletes do mundo vindo salvar o dia.

Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas (Hotel Transylvania 3: Summer Vacation, 2018)

Duração: 97 min | Classificação: Livre

Direção: Genndy Tartakovsky

Roteiro: Michael McCullers e Genndy Tartakovsky, baseado nos personagens criados por Todd Durham

Elenco: vozes originais de Adam Sandler, Selena Gomez, Andy Samberg, Kathryn Hahn, Mel Brooks, Fran Drescher, Steve Buscemi, Tara Strong, David Spade, Kevin James, Keegan-Michael Key e Asher Blinkoff (veja + no IMDb)

Distribuição: Sony Pictures

#Cinema #HotelTransilvânia3 #animação #HotelTransilvânia #HotelTransilvânia2 #franquia #família #romance #preconceito #monstro #vampiro #lobisomem #humorfísico #cruzeiro #barcos #GenndyTartakovsky #MichaelMcCullers #AdamSandler #SelenaGomez #AndySamberg #KathrynHahn #MelBrooks #AsherBlinkoff #SonyPicturesAnimation

 siga o NERVOS: 
 @nervossite 
  • Twitter - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • SoundCloud - Black Circle
  • Spotify - Black Circle
  • Deezer - Black Circle
  • iTunes - círculo preto
  • Branco RSS Icon
  • Twitter B&W
  • Facebook B&W
  • Instagram B&W

© 2020 por Nayara Reynaud. Criado a partir da plataforma Wix.