• Nayara Reynaud

CRÔNICA DA DEMOLIÇÃO | Movimentos de uma sinfonia urbana

Atualizado: Mai 16


*Texto publicado originalmente no Cineweb, durante a cobertura da 39ª edição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Dialogando com o recente brasiliense Plano B (2013) e, consequentemente, o clássico censurado e escondido de Joaquim Pedro de Andrade, Brasília, Contradições de Uma Cidade Nova (1967), que o documentário de Getsemane Silva retomava para traçar um panorama do espaço urbano atual de capital federal, Eduardo Ades faz de seu primeiro filme uma crônica, como afirma o próprio título, de um processo praticamente antropofágico de destruição em favor do novo, ocorrido na urbe carioca. Assim, o documentário acompanha os vários processos de revitalização promovidos durante o século XX no Rio de Janeiro, especialmente no centro da cidade, tomando como ponto de partida a demolição do Palácio Monroe, hoje um estacionamento subterrâneo com um chafariz em cima.

O início de Crônica da Demolição (2015) é pungente, remetendo aos filmes citados anteriormente, até nos travellings, mas com a diferenciação da música sinfônica acentuando o processo autodestrutivo de uma sociedade que relega seu passado e sua cultura – algo ressaltado ao final, com o choro profético do início do século passado na última sequência e o som da cidade nos créditos. No decorrer, o longa cai em certo formalismo na abordagem dos depoimentos, mas a extensa pesquisa em arquivos, fotos e filmes sustenta-se e Ades novamente encontra bons momentos na segunda parte, quando explora criticamente a decadência urbana em imagem e som.

Crônica da Demolição (2015)

Duração: 90 min | Classificação: Livre

Direção: Eduardo Ades

Roteiro: Eduardo Ades, com argumento de Eduardo Ades e José Eduardo Limongi (veja + no IMDb)

Distribuição: distribuição própria | Produção: Imagem-Tempo e Tela Brasilis (coprodução Canal Brasil e produtora associada Link Digital)

#Cinema #CrônicadaDemolição #PlanoB #BrasíliaContradiçõesdeUmaCidadeNova #RiodeJaneiro #documentário #EduardoAdes #espaçourbano #MostraSP #cinemanacional #arquitetura

 siga o NERVOS: 
 @nervossite 
  • Twitter - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • SoundCloud - Black Circle
  • Spotify - Black Circle
  • Deezer - Black Circle
  • iTunes - círculo preto
  • Branco RSS Icon
  • Twitter B&W
  • Facebook B&W
  • Instagram B&W

© 2020 por Nayara Reynaud. Criado a partir da plataforma Wix.