© 2019 por Nayara Reynaud. Criado a partir da plataforma Wix.

Cine Resumão #52 – Parte I | Mensal de 04/06 a 09/07

09/07/2019

Foi só deixar o nosso resumo das novidades cinematográficas parado por um mês, que as notícias se multiplicaram tanto e fizeram o Cine Resumão #52 se dividir em duas partes para dar conta dos destaques da Sétima Arte entre 4 de junho a 9 de julho. Nesta primeira parte, você confere tudo que aconteceu nesse período nos festivais de cinema, como o anúncio das seleções de Gramado e do Anima Mundi, nas premiações da área, as mostras em cartaz e filmes que chegaram em home video e streaming.

Festivais e Premiações

 

 

  • Foram anunciados nesta terça de manhã (9), a lista de filmes selecionados para o 47º Festival de Gramado, nas competições de Longas-Metragens Brasileiros, Longas-Metragens Internacionais e Curtas-metragens Gaúchos, já que os concorrentes aos Kikitos da Competição de Curtas-metragens Brasileiros haviam sido revelados na semana passada. Também havia sido divulgado previamente que Bacurau (2019), de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, será o filme de abertura do festival e a exibição de Legalidade (2019) em sessão especial para homenagear o ator Leonardo Machado, que interpreta o político Leonel Brizola no longa de Zeca Brito e era o apresentador oficial do evento desde 2010, mas faleceu precocemente em setembro de 2018, aos 42 anos de idade, além da entrega do Troféu Cidade de Gramado ao desenhista, cartunista, criador, roteirista, produtor, diretor e, sobretudo, o pai da Turma da Mônica, Mauricio de Sousa. Veja abaixo a lista completa de filmes da seleção:

 

FORA DE COMPETIÇÃO

Filme de abertura: Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles (Brasil / França | Vitrine Filmes)

Sessão especial: Legalidade, de Zeca Brito (Brasil | Boulevard Filmes)

 

COMPETIÇÃO DE LONGAS-METRAGENS BRASILEIROS

Hebe – A Estrela do Brasil, de Maurício Farias (SP / Warner Bros. Pictures)

O Homem Cordial, de Iberê Carvalho (DF / O2 Play)

Pacarrete, de Allan Deberton (CE | Arthouse)

Raia 4, de Emiliano Cunha (RS | Boulevard)

Veneza, de Miguel Falabella (RJ | Imagem)

Vou Nadar até Você, de Klaus Mitteldorf e Luciano Patrick (SP)

30 Anos Blues, de Andradina Azevedo e Dida Andrade (SP)

 

COMPETIÇÃO DE LONGAS-METRAGENS INTERNACIONAIS

A Son of Man – La Maldición del Tesoro de Atahualpa, de Jamaicanoproblem (Equador)

Dos Fridas, de Ishtar Yasin (México / Costa Rica)

El Despertar de las Hormigas, de Antonella Sudasassi (Costa Rica)

Furnis en el Pozo, de Bernardo e Rafael Antonaccio (Uruguai)

La Forma de las Horas, de Paula de Luque (Argentina)

Muralla, de Rodrigo Alfredo Alejandro Patiño Sanjines (Bolívia)

Perro Bomba, de Juan Caceres (Chile)

 

COMPETIÇÃO DE CURTAS-METRAGENS BRASILEIROS

A Ética das Hienas, de Rodolpho de Barros (PB)

Amor aos Vinte Anos, de Felipe Arrojo Poroger e Toti Loureiro (SP)

A Mulher que Sou, de Nathália Tereza (PR)

A Pedra, de Iuli Gerbase (RS)

Apneia, de Carol Sakura e Walkir Fernandes (PR)

E o que a Gente Faz Agora?, de Marina Pontes (BA)

Invasão Espacial, de Thiago Foresti (DF)

Marie, de Leo Tabosa (PE)

Menino Pássaro, de Diogo Leite (SP)

O Balido Interno, de Eder Deó (PE)

O Véu de Amani, de Renata Diniz (DF)

Sangro, de Tiago Minamisawa e Bruno Castro e codireção de Guto BR (SP)

Teoria sobre um Planeta Estranho, de Marco Antônio Pereira (MG)

Um Tempo Só, de Lane Alves (SP)

 

CURTAS-METRAGENS GAÚCHOS – PRÊMIO ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

A Maior Locadora do Mundo, de Matheus Mombelli (Porto Alegre)

A Pedra, de Iuli Gerbase (Porto Alegre)

Budapest_v4_FINAL2, de Gabriel Motta (Porto Alegre)

buitenlanders/estrangeiros, de Cassio Tolpolar (Porto Alegre)

Dia de Mudança, de Boca Migotto (Porto Alegre)

É Assim que Você Parece, de Pedro Valadão (São Leopoldo)

Êles, Roberto Burd (Porto Alegre)

Endotermia, de Emiliano Cunha (Porto Alegre)

Kerexu, de Denis Rodriguez e Leonardo Remor (Porto Alegre)

Linha Travessão, de Douglas Roehrs (Porto Alegre)

O Carnaval de Gregor, de Kiwi Bertola (Caxias do Sul)

O Menino da Terra do Sol, de Michel Marchetti (Bento Gonçalves)

Quero Ir para Los Angeles, Juh Balhego (Porto Alegre)

Só Sei que Foi Assim, de Giovanna Muzel (Pelotas)

Sonata, de Felipe Diniz (Porto Alegre)

Stardust, de P.Zaracla (Porto Alegre)

Tempestade e A Janela de Papel, de Viviane Locatelli (Porto Alegre)

Tesourinho, de Bruna Dreyer Nery (Pelotas)

Veraneio, de Nelson Diniz (Porto Alegre)

Who's That Man Inside My House?, de Lucas Reis (Sapucaia do Sul)

 

  • Depois de fazer campanha de crowdfunding para a sua realização, o Anima Mundi conseguiu bater a meta necessária e confirmar sua 27ª edição, que acontece de 17 a 21 de julho, no Rio de Janeiro, e de 24 a 28 de julho, em São Paulo. Nesta última segunda (8), a organização divulgou a programação deste ano, que contará com mais de 300 filmes de mais de 40 países, incluindo mais de 80 produções ou coproduções do Brasil, entre mostras competitivas – as de Curtas (79 títulos), Curtas-metragens documentário (6), Curtas infantis (33), Galeria (19 filmes experimentais), Portfólio (26 filmes publicitários ou feitos sob encomenda) Longa-metragem (4), Longa-metragem infantil (4) e Realidade virtual (15) – e as não-competitivas – a Panorama Internacional (27 curtas internacionais que apresentam diversas tendências dentro da animação), Animação em Curso (36 trabalhos finais das melhores escolas de animação do mundo), Olho Neles! (24 curtas nacionais que merecem atenção) e Futuro Animador (29 filmes que utilizam as linguagens da animação para experiências educativas). Também haverá a exibição especial do longa Playmobil – O Filme (2019), que leva, pela primeira vez, os famosos bonecos de montar para as telas. Você pode conferir aqui a seleção completa de filmes.

Em Exibição

  • Desde a quarta passada (3), o Sesc Avenida Paulista traz na sua programação de férias uma mostra de filmes para a juventude em todas as quartas do mês de julho. A animação Divertida Mente (2015), de Pete Docter, abriu os trabalhos da mostra “Nóis na Tela”, mas o público ainda poderá conferir muito mais nessas férias, com o longa nacional Hoje Eu Quero Voltar Sozinho (2014), de Daniel Ribeiro, no dia 10; a aventura X-Men: Primeira Classe (2011), de Matthew Vaughn, no dia 17; a premiada animação brasileira O Menino e o Mundo (2014), de Alê Abreu, no dia 24; e o romance juvenil A Culpa É das Estrelas (2014), de Josh Boone, fechando a programação em 31 de julho.

 

  • Já o Sesc Interlagos aposta no cinema de animação e oficinas de stop motion inspiradas na filmografia do cineasta Tim Burton. O Festival Stop Burton ocorre de 06 a 27 de julho e a programação gratuita conta com a exibição das animações do diretor – James e o Pêssego Gigante (1996) e O Estranho Mundo de Jack (1993), nos dias 6 e 20, e Frankenweenie (2012) e A Noiva Cadáver (2005), nos dias 13 e 27, no Teatro da unidade – e as oficinas “Stop Motion com massinha - Personagens Tim Burton”, realizada nos sábados 6 e 20, e “Confecção de Bonecos – Personagens Tim Burton”, em 13 e 27 de julho, sendo ministradas por Ralph Friedericks e Marta Russo.

Despedida

  • Uma grande perda para todos os amantes do cinema, no mês passado, foi a morte do crítico de cinema, jornalista e curador Rubens Ewald Filho, aos 74 anos de idade. O falecimento, ocorrido em 19 de junho, decorreu das complicações de um acidente que o deixou internado no Hospital Samaritano, em São Paulo, desde 25 de maio. Nascido em Santos, o crítico iniciou sua carreira em 1970, com uma coluna no jornal A Tribuna, mas se tornou a figura mais conhecida do meio para o grande público com as suas participações na televisão, onde passou pela TV Cultura, Globo, SBT, RedeTV, HBO, Telecine e TNT, desfilando seu conhecimento enciclopédico e seus comentários nas coberturas de transmissões do Oscar. Rubens também fazia parte, desde 2012, da curadoria do Festival de Gramado.

 

  • Outra perda foi a do jovem ator Cameron Boyce, cuja morte repentina aos 20 anos espantou a todos os fãs. No último sábado (6), o rapaz, que passava por tratamento por causa de epilepsia, teria tido uma convulsão fatal, conforme aponta o site TMZ, mas o resultado final da autópsia ainda não foi divulgado. Jovem estrela do Disney Channel, o ator ficou conhecido como o Luke Ross da série Jessie (2011-15) e o Carlos do quarteto principal da trilogia de telefilmes Descendentes, mas antes atuou na comédia Gente Grande (2010) com Adam Sandler, entre outras produções.

 

Compartilhar
Tweetar
Please reload

 Textos relacionados: 
Please reload

 últimas: 
Please reload

 siga o NERVOS: 
 @nervossite 
  • Twitter - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • SoundCloud - Black Circle
  • Deezer - Black Circle
  • Spotify - Black Circle
  • Branco RSS Icon
  • Twitter B&W
  • Facebook B&W
  • Instagram B&W