© 2019 por Nayara Reynaud. Criado a partir da plataforma Wix.

Cine Resumão #50 | Semanal de 21 a 26/05

27/05/2019

As atrizes Carol Duarte e Julia Stockler comemorando a vitória do filme que estrelam, A Vida Invisível de Eurídice Gusmão (2019) na mostra Un Certain Regard no Festival de Cannes de 2019 | Foto: Divulgação

 

O Brasil sendo premiado duplamente (ou triplamente, em termos de produção) no Festival de Cannes 2019, trailers e cartazes de quem passou em branco na premiação e de outros futuros lançamentos, números de bilheteria e muito mais do mundo do cinema, de 21 a 26 de maio, estão aqui no Cine Resumão #50.

Festivais e Premiações

  • O 72º Festival de Cannes chegou ao seu fim, neste sábado (25), mas todo o final de semana foi de festa brasileira na cidade francesa. A comemoração começou na sexta (24), com o melodrama sobre duas irmãs separadas no Rio de Janeiro dos anos 1950 de A Vida Invisível de Eurídice Gusmão (2019), o novo filme do cineasta cearense Karim Aïnouz estrelado por Carol Duarte, Julia Stockler e Fernanda Montenegro, ganhando o prêmio principal da mostra Un Certain Regard, ou simplesmente “Um Certo Olhar”, que é a seção mais importante do festival, depois da competição oficial. Mas nesta, também deu Brasil, no empate de Bacurau (2019), longa dos pernambucanos Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, com o drama francês Les Misérables (2019), de Ladj Ly, no Prêmio do Júri. Além disso, The Lighthouse (2019), o recente trabalho de Robert Eggers que é uma coprodução entre Canadá, Estados Unidos e Brasil, na participação da RT Features, foi eleito pela crítica internacional como o melhor filme da Quinzena dos Realizadores, levando o Prêmio FIPRESCI. Confira abaixo a lista completa de premiados em todas as seções e mostras paralelas em Cannes 2019:

 

COMPETIÇÃO OFICIAL

Longa-metragem

Palma de Ouro: Gisaengchung (Parasite), de Joon-Ho Bong (Coreia do Sul | CJ Entertainment / Neon)

Grande Prêmio (Grand Prix): Atlantique (Atlantics), de Mati Diop (Senegal / França / Bélgica | Ad Vitam)

Prêmio do Júri: empate entre Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles (Brasil / França | Vitrine Filmes), e Les Misérables, de Ladj Ly (França | Le Pacte)

Melhor Direção: Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne, por Le Jeune Ahmed (Young Ahmed) (Bélgica / França | Diaphana | BR: Imovision)

Melhor Atriz: Emily Beecham, por Little Joe, de Jessica Hausner (Áustria / Reino Unido / Alemanha)

Melhor Ator: Antonio Banderas, por Dor e Glória, de Pedro Almodóvar (Espanha | Sony Pictures | BR: Universal)

Melhor Roteiro: Céline Sciamma, por Retrato de uma Jovem em Chamas, de Céline Sciamma (França | Pyramide | BR: Supo Mungam)

Menção Especial: It Must Be Heaven, de Elia Suleiman (França / Canadá | Le Pacte | BR: Imovision)

Curta-metragens

Palma de Ouro: La Distance entre le Ciel et Nous (The Distance Between Us and the Sky), de Vasilis Kekatos (Grécia / França)

Distinção especial do Júri: Monstruo Dios, de Agustina San Martín (Argentina)

Palma de Honra: Alain Delon

 

MOSTRA UN CERTAIN REGARD (UM CERTO OLHAR)

Prêmio Un Certain Regard: A Vida Invisível de Eurídice Gusmão, de Karim Aïnouz (Brasil / Alemanha | Sony)

Prêmio do Júri: O que Arde (A Sun that Never Sets), de Olivier Laxe (Espanha / França / Luxemburgo | Pyramide)

Prêmio Especial do Júri: Liberté, de Albert Serra (Espanha | Sophie Dulac)

Melhor Diretor: Kantemir Balagov, por Dylda (Beanpole) (Rússia)

Melhor Performance: Chiara Mastroianni, por Chambre 212, de Christophe Honoré (França | Memento | BR: Imovision)

Menção Especial do Júri: Jeanne (Joan of Arc), de Bruno Dumont (França | Les Films du Losange)

Prêmio Coup De Cœur (filmes tocantes para o júri): empate entre La Femme de Mon Frère (A Brother’s Love), de Monia Chokri (Canadá | Memento), e The Climb, de Michael Angelo Covino (EUA | Sony)

 

CAMÉRA D’OR

[Prêmio dado ao melhor filme de estreia da seleção oficial ou das mostras paralelas]

Nuestras Madres (Our Mothers), de César Díaz (Guatemala / Bélgica / França | Pyramide) [da Semana da Crítica]

 

SEMANA DA CRÍTICA

Grande Prêmio: J’ai Perdu Mon Corps (I Lost My Body), de Jérémy Clapin (França | Rézo)

Descoberta para Curta-metragem: She Runs, de Qiu Yang (China / França)

Estrela Revelação: Ingvar E. Sigurðsson, por Hvítur, Hvítur Dagur (A White, White Day), de Hlynur Pálmason (Islândia / Dinamarca / Suécia)

Prêmio de Distribuição: The Jokers Films, distribuidor francês de Vivarium, de Lorcan Finnegan (Irlanda / Bélgica / Dinamarca)

Prêmio SACD (Autoria): César Díaz, por Nuestras Madres (Our Mothers)

Curta-metragem: Ikki Illa Meint (Sans Mauvaise Intention), de Andrias Høgenni (Dinamarca / Ilhas Faroé)

 

QUINZENA DOS REALIZADORES

Europa Cinemas Label: Alice et le Maire (Alice and the Mayor), de Nicolas Pariser (França | Bac | BR: Imovision)

Prêmio SACD (Autoria): Une Fille Facile (An Easy Girl), de Rebecca Zlotowski (França | Ad Vitam)

Curta-metragem: Hãy Tỉnh Thức Và Sẵn Sàng (Stay Awake, Be Ready), de Pham Thien Na (Vietnã)

 

CINÉFONDATION

[Mostra dedicada a filmes universitários ou vindos de escolas de cinema]

Primeiro Prêmio: Mano a Mano, de Louise Courvoisier (CinéFabrique | França)

Segundo Prêmio: Hiếu, de Richard Van (CalArts | EUA)

Terceiro Prêmio: empate entre Ambience, de Wisam Al Jafari (Dar al-Kalima University College of Arts & Culture | Palestina), e Duszyczka (The Little Soul), de Barbara Rupik (PWSFTviT | Polônia)

 

COMISSÃO SUPERIOR TÉCNICA (COMMISSION SUPÉRIEURE TECHNIQUE)

[Prêmios técnicos]

Prêmio CST de Artista Técnico: Flora Volpeliere, como editora, e Julien Poupard, como designer de set e iluminação em Les Misérables, de Ladj Ly

Menção Especial: Claire Mathon, como diretora de fotografia em Atlantique (Atlantics), de Mati Diop, e Retrato de uma Jovem em Chamas, de Céline Sciamma

Nota Especial: Lee Ha-jun, como diretor de arte em Gisaengchung (Parasite), de Joon-Ho Bong

 

PRÊMIO FIPRESCI

[Prêmio da Crítica Internacional]

Competição Oficial: It Must Be Heaven, de Elia Suleiman

Un Certain Regard: Dylda (Beanpole), de Kantemir Balagov

Quinzena dos Realizadores: The Lighthouse, de Robert Eggers (Canadá / EUA / Brasil | A24)

 

QUEER PALM

[Prêmio para os filmes com temática LGBT]

Longa-metragem: Retrato de uma Jovem em Chamas, de Céline Sciamma [da Competição Oficial]

Curta-metragem: La Distance entre le Ciel et Nous (The Distance Between Us and the Sky), de Vasilis Kekatos (Grécia / França) [da Competição Oficial]

 

OUTROS PRÊMIOS

Prêmio do Júri Ecumênico: A Hidden Life, de Terrence Malick (EUA / Alemanha | Mister Smith)

Palma Canina (Palm Dog): Brandy, por Era Uma Vez em... Hollywood, de Quentin Tarantino (EUA / Reino Unido | Int. e BR: Sony Pictures)

 

  • Quem vem, quase que diretamente, do tapete vermelho do Festival de Cannes para o Brasil, é o ator francês Swann Arlaud, que estará aqui para participar do Festival Varilux de Cinema Francês 2019, que acontece de 6 a 19 de junho. Presente no elenco do drama Graças a Deus (2018), ele vem para São Paulo, no dia 5, e fica no Rio de Janeiro de 6 a 8 de junho, para prestigiar as noites de abertura e sessões com debate do filme. Ele faz companhia às presenças já confirmadas dos atores François Civil e Joséphine Japy, a diretora Lisa Azuelos e a jovem atriz Thaïs Alessandrin, o casal de diretores Éric Métayer e Andréa Bescond, além dos cineastas Alexis Michalik e Pierre Scholler na delegação francesa que vem para o evento brasileiro.

 

  • Até o dia 4 de julho, estão abertas as inscrições de filmes para o 19ª Goiânia Mostra Curtas, que será realizado de 8 a 13 de outubro, no Teatro Goiânia, tradicional ponto da capital do estado de Goiás. O regulamento e o formulário de inscrição estão no site www.goianiamostracurtas.com.br.

Trailers e Cartazes

  • O novo filme de Quentin Tarantino saiu de mãos abanando em Cannes, levando apenas a Palm Dog, mas Era Uma Vez em... Hollywood (2019) já ganhou a expectativa plena dos fãs do cineastas, lançando mais um trailer – veja dublado aqui – no dia da sua prèmiere mundial no festival. Neste segundo vídeo, tem-se mais detalhes dessa Hollywood de 1969, onde o astro de TV Rick Dalton (Leonardo DiCaprio) e o dublê Cliff Booth (Brad Pitt) se inserem, com figuras reais como Sharon Tate (Margot Robbie) e Charles Manson (Damon Herriman). A Sony lança o filme no Brasil, no dia 15 de agosto.

 

  • Outro destaque de festivais que chegará em breve por aqui é Espírito Jovem (2018), a estreia na direção do ator Max Minghella, da série The Handmaid’s Tale (2017-). Exibido no Festival de Toronto em 2018 e no SXSW deste ano, o longa traz Elle Fanning como uma jovem de 17 anos em busca de seu sonho de ser cantora, que para isso entrará em uma competição que provará seu talento e sua integridade também. Com diversos hits pop na trilha sonora, a produção tem a estreia prevista para junho pela Diamond, que liberou seu cartaz nacional.

 

Bilheteria

  • Os números deverão ser maiores no total do feriado, já que hoje se comemora o Memorial Day nos Estados Unidos, mas o final de semana trouxe a confirmação da liderança do live action Aladdin (2019) nas bilheterias norte-americanas, com um total de US$ 86,1 milhões arrecadados de sexta a domingo (24 a 26), lançamento que devolveu o topo à Disney. Na sequência, com US$ 24,3 milhões na vice-liderança, vem o indestrutível John Wick 3 – Parabellum (2019), terceiro capítulo da franquia de ação estrelada por Keanu Reeves que havia destronado, na semana passada, os até então imbatíveis Vingadores: Ultimato (2019), que agora estão em terceiro lugar, com US$ 16,8 milhões e um total de US$ 798,2 milhões arrecadados somente nos EUA. Na quarta posição, está Pokémon: Detetive Pikachu (2019), com US$ 13,3 milhões; na quinta, a estreia Brightburn – Filho das Trevas (2019), com US$ 7,5 milhões, sendo seguido de perto por outro lançamento da semana por lá, a comédia Fora de Série (2019), com US$ 6,5 milhões. E será que o resultado foi semelhante nas bilheterias aqui no Brasil? É só conferir a partir desta segunda (27) à tarde, os dados do Top 10 Brasil na página do Cine Resumão.

 

Compartilhar
Tweetar
Please reload

 Textos relacionados: 
Please reload

 últimas: 
Please reload

 siga o NERVOS: 
 @nervossite 
  • Twitter - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • SoundCloud - Black Circle
  • Deezer - Black Circle
  • Spotify - Black Circle
  • Branco RSS Icon
  • Twitter B&W
  • Facebook B&W
  • Instagram B&W