© 2019 por Nayara Reynaud. Criado a partir da plataforma Wix.

31º PRÊMIO SHELL DE TEATRO | Veja os vencedores do tradicional prêmio do teatro brasileiro

19/03/2019

Foto dos vencedores e apresentadores da edição paulistana do 31º Prêmio Shell de Teatro, realizado em São Paulo nesta terça (19) | Foto: Divulgação

 

A mais tradicional premiação do teatro brasileiro elegeu os melhores de 2018 no 31º Prêmio Shell de Teatro, cujos vencedores da edição de São Paulo foram agraciados nesta terça (19), em uma cerimônia realizada no espaço Estação São Paulo. Os prêmios para as montagens do Rio de Janeiro foram entregues na semana passada (12), no Belmond Copacabana Palace, na capital fluminense.

 

A edição paulistana homenageou Jô Soares por sua contribuição ao teatro nacional e teve uma premiação tão pulverizada quanto a carioca. Nos prêmios principais, Marcos Damaceno ganhou por Homem ao Vento (2017) como Melhor Dramaturgia e Zé Henrique de Paula, pela Direção de Um Panorama Visto da Ponte (2018), que tinha recebido mais duas indicações. Também concorrendo em três categorias, a montagem de Estado de Sítio (2018) e o novo espetáculo Os 3 Mundos (2018), conseguiram igualmente, um troféu cada, enquanto O Leão do Inverno (2018) não levou nenhum. O júri do Prêmio Shell de Teatro de São Paulo é composto por Evaristo Martins de Azevedo, Lucia Camargo, Luiz Amorim, Maria Luisa Barsanelli e Renata Melo.

 

Já a noite carioca foi marcada pela homenagem ao diretor teatral Aderbal Freire Filho e uma divisão na entrega dos troféus: o espetáculo potiguar A Invenção do Nordeste (2017), do Grupo Carmin ganhou como Melhor Dramaturgia, assinada por Henrique Fontes e Pablo Capistrano, enquanto André Lemos foi lembrado pela Direção de Esperança na Revolta (2018), peça da Confraria do Impossível, indicada em outras três categorias – a montagem com mais indicações no Rio de Janeiro, CérebroCoração (2018) com quatro, no entanto, saiu de mãos abanando. Ana Achcar, Ana Luisa Lima, Bia Junqueira, Moacir Chaves e Patrick Pessoa foram os jurados responsáveis pelas escolhas.

 

Foto dos vencedores da edição carioca do 31º Prêmio Shell de Teatro, realizado no Rio de Janeiro no dia 12/03 | Foto: Divulgação

 

Veja abaixo a lista completa de vencedores e indicados do 31º Prêmio Shell de Teatro em São Paulo e no Rio de Janeiro:

MELHOR DRAMATURGIA

 

São Paulo

Vencedor: Marcos Damaceno, por Homem ao Vento (2º semestre)

Leonardo Cortez, por Pousada Refúgio (1º semestre)

Rodolfo García Vázquez e Ivam Cabral, por O Incrível Mundo dos Baldios (1º semestre)

Alexandre Dal Farra, por Refúgio (2º semestre)

 

Rio de Janeiro

Vencedor: Henrique Fontes e Pablo Capistrano, por A Invenção do Nordeste (2º semestre)

Cecilia Ripoll, por Rose (1º semestre)

Mariana Lima, por CérebroCoração (1º semestre)

Confraria do Impossível, por Esperança na Revolta (2º semestre)

Leonardo Netto, por A Ordem Natural das Coisas (2º semestre)

 

 

MELHOR DIREÇÃO

 

São Paulo

Vencedor: Zé Henrique de Paula, por Um Panorama Visto da Ponte (2º semestre)

Gustavo Paso, por Hollywood (1º semestre)

Hugo Possolo, por O Rei da Vela (1º semestre)

Nelson Baskerville, por Os 3 Mundos (2º semestre)

 

Rio de Janeiro

Vencedor: André Lemos, por Esperança na Revolta (2º semestre)

Cristina Fagundes, por A Vida ao Lado (1º semestre)

Rodrigo Portella, por Insetos (1º semestre)

Quitéria Kelly, por A Invenção do Nordeste (2º semestre)

 

 

MELHOR ATOR

 

São Paulo

Vencedor: Gilberto Gawronsky, por A Ira de Narciso (1º semestre)

Matheus Nachtergaele, por Molière (1º semestre)

Gabriel Leone, por Natasha, Pierre e o Grande Cometa de 1812 (2º semestre)

Rodrigo Lombardi, por Um Panorama Visto da Ponte (2º semestre)

 

Rio de Janeiro

Vencedor: Otto Jr., por Tebas Land (2º semestre)

Leandro Santanna, por Lima entre Nós - Estudo compartilhado a atualidade de Lima Barreto (1º semestre)

Ricardo Blat, por No Meio do Nada (1º semestre)

Bruce Gomlevsky, por Memórias do Esquecimento (2º semestre)

 

 

MELHOR ATRIZ

 

São Paulo

Vencedor: Chris Couto, por A Milionária (2º semestre)

Bete Coelho, por O Terceiro Sinal (1º semestre)

Regina Duarte, por O Leão no Inverno (1º semestre)

Fabiana Gugli, por Refúgio (2º semestre)

 

Rio de Janeiro

Vencedor: Nena Inoue, por Para Não Morrer (2º semestre)

Amanda Acosta, por Bibi - Uma Vida em Musical (1º semestre)

Mariana Lima, por CérebroCoração (1º semestre)

Gisele Fróes, por O Imortal (1º semestre)

Ana Kfouri, por Uma Frase para Minha Mãe (2º semestre)

 

 

MELHOR CENÁRIO

 

São Paulo

Vencedor: Marisa Bentivegna, Estúdio BijaRi e Guazzelli, por Os 3 Mundos (2º semestre)

Bruno Anselmo, por 1984 (1º semestre)

Cassio Brasil, por Quero Morrer com Meu Próprio Veneno (1º semestre)

J. C. Serroni, por Estado de Sítio (2º semestre)

 

Rio de Janeiro

Vencedor: Doris Rolemberg, por A Última Aventura É a Morte (2º semestre)

Beli Araújo e Cesar Augusto, por Insetos (1º semestre)

Dina Salem Levy, por CérebroCoração (1º semestre)

Marcelo Alvarenga, por Outros (2º semestre)

 

 

MELHOR FIGURINO

 

São Paulo

Vencedor: Jorge Farjalla e Ana Castilho, por Senhora dos Afogados (1º semestre)

Ulysses Cruz e elenco, por O Leão no Inverno (1º semestre)

Gabriel Villela, por Estado de Sítio (2º semestre)

Kleber Montanheiro, por Um Beijo em Franz Kafka (2º semestre)

 

Rio de Janeiro

Vencedor: Ney Madeira e Dani Vidal, por Bibi - Uma Vida em Musical (1º semestre)

Eduardo Giacomini, por Nuon (1º semestre)

João Pimenta, por Dogville (2º semestre)

Maria Duarte e Márcia Pitanga, por Um Tartufo (2º semestre)

 

 

MELHOR ILUMINAÇÃO

 

São Paulo

Vencedor: Domingos Quintiliano, por Casa de Bonecas Parte 2 (2º semestre)

Paula Hemsi, por O Inevitável Tempo das Coisas (1º semestre)

Wagner Freire, por O Rio (1º semestre)

Fran Barros, por Um Panorama Visto da Ponte (2º semestre)

 

Rio de Janeiro

Vencedor: Elisa Tandeta, por Um Tartufo (2º semestre)

Beto Bruel e Rodrigo Ziolkowski, por Nuon (1º semestre)

Beto Bruel, por CérebroCoração (1º semestre)

Aurélio de Simoni, por Pandora (2º semestre)

 

 

MELHOR MÚSICA

 

São Paulo

Vencedor: Babaya Morais e Marco França, por Estado de Sítio (2º semestre)

Fernanda Maia, por O Rei da Vela (1º semestre)

John Boudler, Gilberto Rodrigues e Nelton Essi, por O Leão no Inverno (1º semestre)

Marcelo Pellegrini, por Os 3 Mundos (2º semestre)

 

Rio de Janeiro

Vencedor: Pedro Luís, Larissa Luz e Antônia Adnet, por Elza (2º semestre)

Felipe Storino, por Vim Assim que Soube (1º semestre)

Tato Taborda, por Utopia D (1º semestre)

Beà e André Lemos, por Esperança na Revolta (2º semestre)

 

 

MELHOR INOVAÇÃO

 

São Paulo

Vencedor: Cia Paideia de teatro,

pela relevância de seu trabalho na formação de plateia com intercâmbios nacionais e internacionais (1º semestre)

Cia Hiato,

por seus 10 anos de trajetória artística no Brasil e no exterior e pela realização do espetáculo "Odisséia" (1º semestre)

Grupo Cemitério de Automóveis,

pela manutenção de um espaço de resistência e produção artística na cena alternativa (2º semestre)

Grupo Sobrevento,

pelo contínuo trabalho de pesquisa voltado ao teatro de animação e teatro de objetos (2º semestre)

 

Rio de Janeiro

Vencedor: Coletivo 2ª Black,

por criar um espaço de encontro, pesquisa, troca de saberes e apresentações de experiências cênicas de artistas negros (1º semestre)

Espetáculo S’blood,

pela experiência imersiva e interdisciplinar que, através de uma instalação, permite que o espectador entre em um jogo dramatúrgico e sensorial (1º semestre)

Mona Magalhães,

pela caracterização determinante para a construção da poética do espetáculo “Um Tartufo” (2º semestre)

Ocupação Ovárias,

por fomentar o protagonismo estético-político das mulheres na cena carioca (2º semestre)

 

Compartilhar
Tweetar
Please reload

 Textos relacionados: 
Please reload

 últimas: 
Please reload

 siga o NERVOS: 
 @nervossite 
  • Twitter - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • SoundCloud - Black Circle
  • Deezer - Black Circle
  • Spotify - Black Circle
  • Branco RSS Icon
  • Twitter B&W
  • Facebook B&W
  • Instagram B&W