© 2019 por Nayara Reynaud. Criado a partir da plataforma Wix.

BUSCANDO... | Sem conexão no momento

20/09/2018

 

Lá no não tão distante ano de 2014, Amizade Desfeita apresentou ao grande público um novo subgênero entre o terror cibernético e o thriller digital. Filmes como o curta Noah (2013) e o longa Perseguição Virtual (2014) já haviam inaugurado este caminho, mas havia muita dúvida se essa evolução do found footage para as novas tecnologias e este mundo das webs 2.0 e 3.0 conseguiria se estabelecer. Isso porque o trabalho de Levan Gabriadze trazia uma trama interessante que se diluía para um horror adolescente genérico, enquanto o recurso de acompanhá-la através da tela do notebook da protagonista não gerava tanto efeito no cinema – talvez mais se assistido em um computador de fato.

 

Quatro anos depois, o mesmo produtor, o cineasta russo Timur Bekmambetov, apresenta a obra que se esperava para sedimentar o subgênero com o eficiente début de Aneesh Chaganty em Buscando... (2018). O diretor de apenas 27 anos, que veio de curtas como Adventure, Wisconsin (2012) e trabalhou no Google, utiliza sua experiência no Vale do Silício para utilizar a linguagem e recursos da internet a favor de uma história, escrita junto com Sev Ohanian, que toca em temas universais como a relação entre pai e filha desta família de ascendência coreana, interpretados por John Cho e Michelle La, respectivamente. Não por menos, seu primeiro longa faturou o Prêmio Alfred P. Sloan pelo uso dessa tecnologia na narrativa, e prêmio do júri popular na seção Next! Do Festival de Sundance, onde fez sua estreia.

 

Transformando a tela de seu filme em um simulacro do computador da família Kim, com o plano de fundo do Windows logo de cara, o público se familiariza de imediato e acompanha na excelente abertura, que lembra à sua maneira a inesquecível da animação Up – Altas Aventuras (2009), toda a história de vida deles em seus altos e baixos. Da beleza do crescimento da filha Margot (representada em diferentes idades também por Alex Jayne Go, Megan Liu e Kya Dawn Lau) às dores de ver a mãe Pamela (Sara Sohn) acometida por uma grave doença, o espectador observa igualmente a evolução da tecnologia, nos sistemas operacionais, internet e aplicativos. Este ótimo trabalho realizado pelos editores Nicholas D. Johnson e Will Merrick, que também assina a “fotografia virtual”, enquanto Juan Sebastian Baron é o diretor de fotografia das filmagens, é adaptado graficamente para o português em todas as janelas do Windows, iMac e aplicativos, pela distribuidora até nas cópias legendadas.

 

Mas esse ecrã simulado serve de plataforma para acompanhar o desaparecimento da agora adolescente Margot, que deixa o pai David desesperado e a plateia apreensiva durante a sua busca a qual Cho conduz a todos com a sua atuação. Ele pede ajuda ao irmão caçula, o jovem tio Peter (Joseph Lee), e ao contatar a polícia, recebe a ajuda da detetive Vick (Debra Messing), e o caso vai ganhando repercussão da mídia e vídeos do Youtube, de sites de notícias e até de câmeras de segurança se juntam a este mosaico da vida moderna “televisionada” em diversos meios. Os plot twists e pistas falsas alimentam mais o suspense da narrativa, muito eficiente ao prender a atenção do espectador, tendo ele filhos ou não.

 

A verdade é que Buscando... é um thriller aterrorizante para os pais não apenas pela trama da filha desaparecida em si, mas pelo contexto em que ela está inserida. O filme traça breves críticas àqueles que se aproveitam de tal situação assim como à exposição pública no ambiente virtual, seja sem querer ou a proposital na imagem de si mesmo que se deseja vender, e ao julgamento das redes sociais, porém sua discussão maior se desdobra nesta adolescente que se revela diferente do que o pai pensava. Ao utilizar essas novas tecnologias que facilitaram a comunicação das pessoas a qualquer hora e lugar como recurso narrativo, Chaganty quer expor como essa facilidade, por vezes, disfarça e aprofunda a incomunicabilidade em certas relações, no caso, entre gerações com pai e filha que silenciaram sua perda e a si mesmos.

Buscando... (Searching, 2018)

Duração: 102 min | Classificação: 14 anos

Direção: Aneesh Chaganty

Roteiro: Aneesh Chaganty e Sev Ohanian

Elenco: John Cho, Michelle La, Debra Messing, Joseph Lee, Sara Sohn, Alex Jayne Go, Megan Liu e Kya Dawn Lau (veja + no IMDb)

Distribuição: Sony Pictures

 

 

Compartilhar
Tweetar
Please reload

 Textos relacionados: 
Please reload

 últimas: 
Please reload

 siga o NERVOS: 
 @nervossite 
  • Twitter - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • SoundCloud - Black Circle
  • Deezer - Black Circle
  • Spotify - Black Circle
  • Branco RSS Icon
  • Twitter B&W
  • Facebook B&W
  • Instagram B&W