© 2019 por Nayara Reynaud. Criado a partir da plataforma Wix.

OS JOVENS TITÃS EM AÇÃO! NOS CINEMAS | Todo herói precisa de um filme

30/08/2018

 

Quem diria que uma “simples animação”, levando Os Jovens Titãs em Ação! (2013-) da telinha para a telona, seria um dos melhores filmes da DC / Warner na eterna tentativa do estúdio de se equiparar ao sucesso obtido pela concorrente Marvel ao transpor seus personagens das HQ’s para superproduções cinematográficas – se você não considerar Mulher-Maravilha (2017) o único acerto em live action deles nos últimos anos, a nova produção tem tudo para reinar sozinha em seu ranking pessoal entre os títulos do estúdio. Precisou a empresa se voltar para o filão no qual ela é mais eficiente, justamente o de suas séries televisivas, geralmente adolescentes, mas que ganhou o público infanto-juvenil com o desenho animado do Cartoon Network, para encontrar uma maneira mais descontraída de se comunicar com a plateia. No caso, a de não se levar a sério, muito menos a Hollywood que Robin & Cia querem conquistar na sátira proposta por Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas (2018).

 

Aaron Horvath e Peter Rida Michail, respectivamente, o criador e o diretor geral da série animada assumem a direção da adaptação cinematográfica, na qual os amigos e parceiros de luta contra vilões Robin (voz original de Scott Menville / dublagem nacional de Manolo Rey), Ciborgue (Khary Payton / Eduardo Borgherti), Estelar (Hynden Walch / Luiza Palomanes), Mutano (Greg Cipes / Charles Emanuel) e Ravena (Tara Strong / Mariana Torres) se sentem relegados nesta sociedade heroica, habitado por Superman, Batman, Mulher-Maravilha e tantos outros personagens icônicos do universo da DC. Considerados infantis, algo destacável nas suas brincadeiras imaturas e escatológicas, e sem um grande arqui-inimigo para derrotar, os Jovens Titãs não conseguem chegar ao ápice da carreira de um super-herói que não é necessariamente salvar o mundo, mas sim fazê-lo ficar aos seus pés com um blockbuster de sua história e seus feitos. Se isso magoa especialmente Robin, é o esforço de todo o quinteto – ou a falta dele – para ganharem o próprio filme que é o mote deste longa.

 

Com cores vivas e vibrantes, particularmente tons de rosa em sua paleta, o visual e as técnicas simples, se comparados com produções da Pixar, Dreamworks, Laika e etc., dão a impressão de que se trata apenas de um episódio estendido levado aos cinemas. No entanto, o roteiro afiado e toda a metalinguagem presente na trama, nos diálogos e na direção conferem ao novo trabalho da DC Animation a cara de um filme que não só agradará o público cativo da série, seja com a presença dos mesmos dubladores brasileiros no longa ou a referência à aparência adolescente deles como era no desenho anterior, Os Jovens Titãs (2003-06), quanto atrairá seus pais e outras plateias.

 

Utilizando um artifício comum no gênero, as sessões são abertas com a exibição de um curta-metragem animado do estúdio, uma prévia da futura série DC Super Hero Girls (2018) mostrando uma jovem Batgirl atrasada para a sua missão, enquanto Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas em si brinca com os mecanismos da indústria cinematográfica, em especial à sua predileção atual pelas histórias de super-heróis. Satiriza desde a produção de longas de personagens desconhecidos à estrutura narrativa comum entre eles, além do estilo grave adotado pela DC em seus filmes e seus tropeços, como na paródia a cena mais famosa e detratada de Batman vs Superman: A Origem da Justiça (2016), e zoar até a concorrência, com as figuras célebres da Marvel. Sobra também para o principal inimigo dos Jovens Titãs, Slade (Will Arnett / Ricardo Schnetzer), cuja vilania cartunesca é a cereja do bolo. Se, a princípio, um filme destes heróis não seria necessário, a animação se apresenta como a obra que Hollywood e o público nerd precisava para receber seus devidos mimos e críticas por trás das risadas pueris.

Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas (Teen Titans Go! To the Movies, 2018)

Duração: 84 min | Classificação: Livre

Direção: Aaron Horvath e Peter Rida Michail

Roteiro: Michael Jelenic e Aaron Horvath, baseado nos personagens criados por Marv Wolfman, George Pérez e Arnold Drake (veja + no IMDb)

Elenco: vozes originais de Greg Cipes, Scott Menville, Khary Payton, Tara Strong, Hynden Walch, Will Arnett, Kristen Bell, Eric Bauza, Michael Bolton, Kal-El Cage, Nicolas Cage e Halsey | dublagem brasileira com Manolo Rey, Luiza Palomanes, Eduardo Borgherti, Charles Emmanuel, Mariana Torres e Ricardo Schnetzer

Distribuição: Warner Bros. Pictures

 

 

Compartilhar
Tweetar
Please reload

 Textos relacionados: 
Please reload

 últimas: 
Please reload

 siga o NERVOS: 
 @nervossite 
  • Twitter - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • SoundCloud - Black Circle
  • Deezer - Black Circle
  • Spotify - Black Circle
  • Branco RSS Icon
  • Twitter B&W
  • Facebook B&W
  • Instagram B&W