© 2019 por Nayara Reynaud. Criado a partir da plataforma Wix.

O ARTISTA DO DESASTRE | O prazer pelo bizarro

26/01/2018

 

Lado a lado, com a tela dividida, são exibidas as cenas originais de The Room (2003) e as mimetizadas por O Artista do Desastre (2017), comédia dramática sobre o famoso “pior filme do mundo”, feito por Tommy Wiseau, que se tornou uma obra cult para uma legião de admiradores por ser tão incrivelmente ruim. É assim, logo antes de rolarem os créditos finais – ainda existe uma cena pós-créditos –, que se encontra a síntese dos mais de 100 minutos deste projeto capitaneado por James Franco: o ator e cineasta quer, do modo mais carente possível, mostrar como o seu trabalho foi extremamente fiel ao retratado, tal qual seu protagonista evidentemente clama por atenção.

 

No entanto, a reprodução e até mesmo os bastidores do malfadado longa-metragem que pretendia ter a profundidade de um Tennessee Williams e virou alvo de risadas involuntárias ficam para a segunda metade do filme atual. Baseado nas memórias do ator Greg Sestero, escrita em conjunto com o jornalista Tom Bissell em The Disaster Artist: My Life Inside The Room, the Greatest Bad Movie Ever Made (2013), sua primeira parte é dedicada a apresentar como a amizade de Wiseau com o rapaz originou The Room.

 

Os dois se conheceram em São Francisco, em uma aula de teatro em que o jovem Greg, vivido por Dave Franco, irmão mais novo de James, foi o único que se encantou pela “intensidade” de Tommy ao fazer uma cena de Um Bonde Chamado Desejo, de Williams, e pediu conselhos ao estranho colega para perder o seu “acanhamento” no palco. Assim, os dois iniciam uma amizade regada a discussões sobre o talento precocemente interrompido de James Dean – a quem o próprio Franco mais velho interpretou e foi premiado com um Globo de Ouro em um telefilme de 2001 – e decidem se mudar para Los Angeles em busca dos seus sonhos de fama. No entanto, sem conseguirem papéis, Wiseau decide fazer ele mesmo um filme para terem a oportunidade que Hollywood os negava.

 

A partir de então, o filme vira ainda mais um projeto entre amigos e as pequenas participações que antes já apareciam, como de Melanie Griffith, Sharon Stone, Judd Apatow e Bob Odenkirk se sucedem às de Seth Rogen, Ari Graynor, Jacki Weaver, Josh Hutcherson e Zac Efron no elenco ou na equipe técnica das filmagens de The Room, com o desprendimento deles trazendo risadas ao público, além de Alison Brie como namorada de Sestero.

 

O filme é sim engraçado por sua bizarrice inevitável, mas não necessariamente hilário e, embora o roteiro de Scott Neustadter e Michael H. Weber, responsáveis por (500) Dias com Ela (2009) e A Culpa É das Estrelas (2014), seja eficiente ao fazer que não seja necessário ter assistido o filme de Wiseau para compreender a trama de O Artista do Desastre, parece não trazer algo a mais do biografado do que a persona que o mesmo criou. Mantendo o mistério que esse imigrante polonês criou sobre si, dizendo ter a mesma idade de Greg e ter vindo de Nova Orleans, apesar do sotaque do Leste Europeu, Franco faz uma performance digna de nota na impressão e empatia que deseja gerar no espectador pelo seu personagem e levou um Globo de Ouro de Melhor Ator em Comédia por isso. Contudo, sua atuação e, especialmente, a sua direção buscam apenas o suficiente pela comédia e simpatia condescendente, não pelo aprofundamento desse caráter perturbado e cuja intrigante obsessão pelo amigo e comportamento social permanecem como um elemento subjugado nessa história.

 

OBS: A intenção inicial não era entrar no mérito do porquê James ficou de fora da disputa do Oscar, mas quando encena como Wiseau constrangia sua colega de cena em uma cena de sexo gratuita, é impossível não pensar nas próprias acusações de assédio que Franco sofreu nos últimos dias e imaginar as razões de seu interesse na figura deste “cineasta”, além da megalomania cinematográfica. Enfim, só um adendo.

O Artista do Desastre (The Disaster Artist, 2017)

Duração: 104 min | Classificação: 14 anos

Direção: James Franco

Roteiro: Scott Neustadter e Michael H. Weber, baseado no livro “The Disaster Artist: My Life Inside The Room, the Greatest Bad Movie Ever Made” de Greg Sestero e Tom Bissell

Elenco: James Franco, Dave Franco, Ari Graynor, Seth Rogen, Alison Brie, Jacki Weaver, Paul Scheer, Zac Efron, Josh Hutcherson, June Diane Raphael, Megan Mullally e Jason Mantzoukas (veja + no IMDb)

Distribuição: Warner Bros. Pictures

 

 

Compartilhar
Tweetar
Please reload

 Textos relacionados: 
Please reload

 últimas: 
Please reload

 siga o NERVOS: 
 @nervossite 
  • Twitter - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • SoundCloud - Black Circle
  • Deezer - Black Circle
  • Spotify - Black Circle
  • Branco RSS Icon
  • Twitter B&W
  • Facebook B&W
  • Instagram B&W