© 2019 por Nayara Reynaud. Criado a partir da plataforma Wix.

JUACAS | Surfando em águas brasileiras

03/07/2017

 

Em 2014, o Disney Channel apostou, pela primeira vez, em uma série criada e produzida no Brasil, pois até então havia realizado apenas Quando Toca o Sino (2009-12), uma versão brasileira da norte-americana As The Bells Rings (2007-09). No entanto, a pioneira Que Talento! (2014-16) também seguia a mesma fórmula das produções originais da matriz do canal, em Los Angeles. Gravada em estúdio, a atração era ambientada em uma escola que seguia o modelo das high schools dos Estados Unidos e, seguindo a tradição televisiva da Disney, tinha música inserida na sua trama.

 

A experiência talvez tenha feito o Disney Channel e a produtora Cinefilm perceberem a necessidade de criar algo genuinamente brasileiro para o seu público e o resultado obtido está em Juacas (2017). Criada por Carina Schulze, que é a showrunner e também participa da produção com a sua empresa Chatrone, a segunda série nacional do canal estreia nesta segunda (03) em um cenário familiar e com uma área de cada vez mais interesse. As praias de Itacaré, no litoral sul baiano, servem de locação para o campeonato de surfe que move a história vinda do país da “Tempestade Brasileira”, nome pelo qual ficou conhecido a atual ascensão dos surfistas brasileiros no campeonato mundial – Gabriel Medina e Adriano de Souza, o “Mineirinho”, foram vencedores das edições de 2014 e 2015, respectivamente.

 

A narrativa do seriado acompanha a ida de Rafa Smor (André Lamoglia), escondida de seu pai (Fernando Vieira), um rico empresário que acredita que seu filho foi estudar em Londres, para Itacaré, onde ele busca a sua última oportunidade de se provar no surfe. Isso porque o Campeonato Anual de Ondas Super Surfe, mais conhecido na trama como CAOSS, é uma das competições mais importantes para revelar jovens talentos e ingressar profissionalmente no esporte, pois a equipe ganhadora tem passaporte garantido para o circuito oficial. Para isso, ele remonta o time Juacas, que já foi um dos melhores do país até uma tragédia fazer o treinador Professor Juaca (Nuno Leal Maia) se isolar e sumir do mapa, se unindo ao interiorano Jojó Mineiro (Marino Canguçú) e o nerd Billy de Souza (Bruno Astuti), com a ajuda do ex-integrante Cezinha (Teco Padaratz). No entanto, precisará enfrentar os temidos Red Sharks, com Marcelo Mahla (Eike Duarte), Sebastian (Juan Ciancio) e Minhoca (Rafael Castro), enquanto se encanta por Leilane (Larissa Murai), companheira de Vivi (Mariana Azevedo) e Brida (Isabela Souza) no time Sirenas.

 

Por ser gravado todo em externas, a produção traz certo frescor à grade do Disney Channel por evitar o estúdio, e o resultado técnico está à altura da ousadia e da proposta da série infanto-juvenil. O roteiro pode ficar entre o tom das outras atrações do canal e a lógica vista em Malhação (1995-) – da maioria das temporadas, já que a atual se diferencia na concepção, abordagem e qualidade – e muitos filmes adolescentes hollywoodianos, com a equipe rival sendo construída de um modo bem maniqueísta, com o personagem de Mahla parecendo estar próximo da vilania mais a frente. Mas o texto é leve e, fora a um ou outro diálogo, os três primeiros episódios exibidos à imprensa mostram uma clara tentativa de não abaixar o nível e infantilizar demais seu público.

 

Com um elenco coeso, em sua maioria, apesar das diferenças de experiência – Nuno Leal Maia e Susy Rêgo estão ao lado do surfista Teco Padaratz, principal nome do esporte no país durante os anos 1990, e jovens novatos ou vindos de sucessos infantis, como é o caso de Guilherme Seta de Carrossel (2012-13) –, André Lamoglia, também presente como filho da Glória Pires na segunda temporada do quadro “Segredos de Justiça” no Fantástico, segura bem o protagonismo de uma série que sabe dosar bem o humor, um leve drama e muita ação, embalada pela trilha da banda Supercombo, para agradar não só as crianças e adolescentes que assistirem, mas também aqueles que estiverem ao lado deles na sala.

Juacas (2017)

Série (estreia) | 1ª temporada: 26 episódios, a partir de 03 de julho de 2017

Canal: Disney Channel | Exibição: Segunda a Sexta, às 19h

Horário alternativo: Segunda a Sexta, às 20h30 no Disney XD, às 23h30 no Disney Channel (e às 13h30 do dia seguinte) | Sábado, 08/07, maratona dos primeiros episódios a partir das 15h no Disney Channel

Direção Geral: Juliana Vonlanten | Direção: Juliana Vonlanten, Caetano Caruso e Marcelo Trotta

Criação: Carina Schulze | Roteiro: Carina Schulze, Marcos Ferraz, Arnaldo Branco, Izabella Faya, Valentina Castello Branco, Ludmila Naves, Ana Pacheco e Anita Chaves

Elenco: André Lamoglia, Nuno Leal Maia, Marino Canguçú, Bruno Astuti, Rafael Castro, Eike Duarte, Juan Ciancio, Larissa Murai, Mariana Azevedo, Isabela Souza, Suzy Rêgo, Clara Caldas, Guilherme Seta e Mateus Mahmoud

 

 

Compartilhar
Tweetar
Please reload

 Textos relacionados: 
Please reload

 últimas: 
Please reload

 siga o NERVOS: 
 @nervossite 
  • Twitter - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • SoundCloud - Black Circle
  • Deezer - Black Circle
  • Spotify - Black Circle
  • Branco RSS Icon
  • Twitter B&W
  • Facebook B&W
  • Instagram B&W