© 2019 por Nayara Reynaud. Criado a partir da plataforma Wix.

Dia dos Namorados | To Love Somebody, Everybody Needs Somebody to Love

12/06/2017

Foto: Alexandra (Alexas_Fotos / Pixabay)

 

Chega o Dia dos Namorados e, com ele, o desespero dos amantes em terem de encontrar o presente ou ocasião especial para comemorar a data, enquanto os solteiros respiram aliviados por não terem esta preocupação. Entre um grupo e outro, no entanto, existem aquelas pessoas cuja necessidade de amar alguém, de serem correspondidas e/ou encontrar este alguém para amar se evidencia a cada 12 de junho – ou 14 de fevereiro, se estão em algum país em que o evento ocorre no Valentine’s Day.

 

É justamente para eles que o NERVOS preparou esta playlist variada aos sem namorados no Dia dos Namorados. Ou, talvez, foi apenas uma desculpa para juntar um amplo repertório de músicas que coincidentemente possuem as palavras “love” e “somebody” ou “amar” e “alguém” nos seus títulos... Fato é que, se não dá para saber se esses corações abandonados irão achar a tal metade da laranja, pelo menos uma alma gêmea musical eles encontrarão nesta lista.

 

Amar alguém é sempre bom nas músicas...

Na quarta faixa do álbum O Que Você Quer Saber de Verdade (2011), Marisa Monte, com uma das vozes mais marcantes da MPB, cantou que Amar Alguém “só pode fazer bem”, mesmo quando não convém, ou há outro alguém ou mais amores nesta equação, mas Carl Perkins colocava suas ressalvas em You Can’t Make Love to Somebody quanto a envolver outrem nesta fórmula. No seu rockabilly, ele alertava que não se podia fazer amor com alguém tendo outra pessoa na cabeça. No entanto, as composições são geralmente otimistas quanto ao ato de amar, ainda que usem de certo pessimismo para serem enfáticos em seu discurso, a exemplo do projeto francês Captain Mercier que é drástico em dizer que “você tem que amar alguém ou você vai morrer esta noite” no R&B e jazz de To Love Somebody.

 

E se Johnny Taylor não sabia direito a quem oferecer este amor que tinha para dar e estava faminto para receber no blues I Got to Love Somebody’s Baby, o eu lírico da mais famosa To Love Somebody sabe muito bem quem é o(a) amado(a) e o tamanho deste sentimento. É o que fica claro na canção composta pelos irmãos Barry e Robin Gibb, em 1967, para o ícone do soul na época, Otis Reading, que faleceu em um acidente de avião antes que pudesse gravá-la e que se tornou um single do próprio Bee Gees, além de ganhar um inúmero conjunto de versões, como a emblemática de Nina Simone, a sentimental de Janis Joplin, o estilo crooner de Michael Bublé, o reggae com Rita Marley, etc. Em português, Fiuk também fala do quanto isso lhe faz bem em Amar Alguém, enquanto a banda gaúcha Acústicos e Valvulados exalta este amor que faz você Amar Alguém Depois.

 

... Ainda mais se você já tem alguém para amar. Será?

Na faixa bônus bem latina da versão internacional de seu álbum mais pop, o Loose (Internacional Tour Edition, 2007), Nelly Furtado falava que não precisava nada além de alguém para amar, clamando pelos beijos de quem já tinha em vista em Somebody to Love. É justamente um olhar que leva Neno e Walkyria Santos a sentir novamente uma nova paixão e pensar nas alegrias de ter Um Alguém Para Amar na versão em forró eletrônico de La Isla Bonita, da Madonna. Da mesma maneira, Justin Bieber também fala da sua necessidade, cantando à sua garota, ao lado de Usher no single Somebody to Love, enquanto, na sua canção homônima, Chris Isaak pergunta se “você não quer alguém para amar” desejando ser esta pessoa a ser amada.

 

Mas se o espanhol Melo Bakale está feliz por ter agora ter encontrado este objeto do seu desejo em Ahora Tengo A Alguien A Quien Amar, a tradicional dupla sertaneja Silveira e Silveirinha já cantava a sua sofrência em nos versos de Quero Amar Alguém, por não conseguir concretizar isso ao se deparar com um caso impossível de amor. Igualmente, Conchita Wurst, a figura que causou e venceu o Eurovision de 2014 – o Eurovisão é um tradicional concurso de canções internacionais entre países europeus – como a “mulher barbada” encarnada pelo austríaco Thomas Neuwirth, suplica ao amado que precisa de alguém para poder viver, e a diva canadense Céline Dion, cansada pela forma que é tratada pelo companheiro, fala como alguém deve amar outra pessoa em Somebody Loves Somebody. E enquanto Boy George e Andrew Wyatt confessam, na colaboração que fazem em Somebody to Love Me do Mark Ronson & The Business Intl, que perceberam só agora terem encontrado suas almas gêmeas e não querem vê-las partir, há quem lamente já tê-la perdido na canção Somebody to Love que faz parte da trilha do musical Hair (1967), composta por Galt MacDermot e Tom Pierson.

 

Mas e se a procura por alguém para amar parece não tem fim?

Contudo, há aqueles que ainda não encontraram este alguém para amar, mesmo viajando todo mundo, como a atriz Leighton Meester no seu single Somebody to Love, em que seu “feat” Robin Thicke tenta mostrar que é esta pessoa. Isso leva ao desespero de Freddie Mercury perguntar no famoso verso de abertura de uma das músicas mais famosas do Queen se alguém pode achar este alguém para ele – atitude repetida por vários outros covers de Somebody to Love, como no do elenco de Glee (2009-15) na primeira temporada da série. E se a cantora country Kellie Pickler também não aguenta mais viver um dia assim em Somebody to Love Me, as irmãs do Sister Sledge clamam para amar alguém hoje, em I Got to Love Somebody, e Sylvester atesta sua necessidade ainda para esta noite, com sua dance music I Need Somebody to Love Tonight.

 

Porém, seja do dubstep e drum and bass do DJ inglês Rusko ou na letra do country de Kacey Musgraves que ressalta o quanto estamos perdidos, ambos dizem que, no fundo, todo mundo está procurando Somebody to Love.

 

Nem adianta desistir, eles cantam, pois a saída é sempre o amor

A então estrela mirim Shirley Temple já aconselhava, lá em 1936, cantando The Right Somebody to Love na comédia musical O Anjo do Farol, que nada torna a vida melhor do que ter a pessoa certa para amar. Até porque nos melhores e piores momentos que enfrentar em sua trajetória, você deve ter certeza de ter alguém para te amar e te apoiar nestes tempos, segundo o grupo The Dells em Make Sure (You Have Someone Who Loves You).

 

Por isso, o Jefferson Airplane pergunta, já atestando, se você não queria e precisava de Somebody to Love, no clássico do rock psicodélico dos anos 1960, já gravado em vários ritmos, desde o punk do Ramones até o som latino do projeto Rhythms Del Mundo, com a voz de KT Tunstall. Etta James já manda a real dizendo que você necessita de várias coisas e, entre elas, de alguém para amar no blues homônimo do seu álbum Let’s Roll (2003). E para a banda de forró universitário Guentaê!, “nem precisa falar que todo mundo precisa de alguém para amar assim”, como diz em seu xote de 2004, Alguém Para Amar. Algo que Solomon Burke já cantava em 1964, com Everybody Needs Somebody to Love, canção regravada por The Rolling Stones e Wilson Pickett, mensagem que ganhou até as telas do cinema na homenagem feita pelos The Blues Brothers, vividos por Dan Aykroyd e John Belushi no filme Os Irmãos Cara-de-Pau (1980).

 

Compartilhar
Tweetar
Please reload

 Textos relacionados: 
Please reload

 últimas: 
Please reload

 siga o NERVOS: 
 @nervossite 
  • Twitter - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • SoundCloud - Black Circle
  • Deezer - Black Circle
  • Spotify - Black Circle
  • Branco RSS Icon
  • Twitter B&W
  • Facebook B&W
  • Instagram B&W